Biblioteca faz falta em Guaranésia


Um censo inédito do Ministério da Educação apontou duas realidades no Sul de Minas Gerais. Enquanto Poços de Caldas é a líder do ranking em bibliotecas públicas no Estado para cidades com mais de cem mil habitantes, outras 11 cidades da região sequer têm centros de leituras mantidos pelo Poder Público.“Venho aqui (biblioteca) porque nem tudo que preciso tem na biblioteca da escola”, disse o estudante Jean Lucas.E mesmo em tempos de pesquisas online na internet, as bibliotecas continuam sendo procuradas por todos os públicos, informou a bibliotecária Magali Franco. Poços tem quatro bibliotecas públicas, sendo uma móvel que visita os bairros.

No mesmo ranking do Estado de Minas Gerais, Passos ficou com a quinta posição. Varginha com a nona e Pouso Alegre, com a 12ª.Mas outros municípios não têm o que comemorar. EmGuaranésia, a biblioteca pública está fechada há um ano por causa das más condições do prédio. Doze municípios estão sem bibliotecas no Sul de Minas. São eles; Carvalhópolis, São Pedro da União, Carvalhos, Claraval, Conceição das Pedras, Gonçalves, Itamogi, Pedralva, Pirangussu, Piranguinho, Pouso Alto e Toledo. Estas cidades devem receber kits do governo para montar suas bibliotecas ainda neste mês.

Assistir vídeo:  http://oguaranesiano.blogspot.com/2010/05/guaranesia-tem-biblioteca-publica.html ou http://eptv.globo.com/noticias/noticias_interna.aspx?298147

Fonte: EPTV

Anúncios