A Cidade tem o direito de progredir.

Página

O que você cidadão pode dizer sobre a cidade de Guaranésia  atualmente.

Você acha que a cidade progrediu? Cresceu? Ou você acha que regrediu?

Ivan David

24 comentários sobre “A Cidade tem o direito de progredir.

  1. Marcia

    Que coisa triste e linda ao mesmo tempo. Triste a realidade mas lindas as recordações. Estas palavras foram publicadas em 2008 e mesmo na lentidão, parece-me que tem apresentado progresso. Em 2013 tive o prazer de visitar Guaranesia e fiquei feliz ao ver as praças e ruas bem limpas e cuidadas. E cresceu também. Nao sei, estatisticamente, o número real de crescimento, educação, lazer, fabricas, empregos, bairros novos, empresas, agricultura, pecuária e outros ramos geradores de progresso, mas ainda assim achei que esta melhorando. Hoje em dia os jovens so ficam em cidades pequenas interioranas até inicio das faculdades depois vão embora para os grandes centros. E um circulo vicioso, fazendo parte do difícil processo do desenvolvimento. Então os pais nao recorrem tanto e nem exigem muito providencias das autoridades competentes. E a cidade cresce com dificuldade. Mas vamos torcer pela melhora geral e pelo povo guaranesiano. Tenho saudade das coisas boas e simples. Tempos que nao voltam mais. Saudações. Marcia – Cuiabá. Familia Medeiros.

  2. ana cristina

    progredir é bom, quando se trata de infra estrutura na saude, educacao, mas é bom viver numa cidade que mantém caracteristicas tao tipicas de uma cidadezinha de interior, só quem mora numa cidade como sao paulo (capital), sabe o valor disso.

  3. Fico feliz por encontrar um blog que conte um pouco da história de nossa cidade. Porém, é com pesar que encaro o fato de nunca atingirmos um patamar próximo de nossa utopia. Guaranésia tem ficado à margem do crescimento de nossos vizinhos. Moro e trabalho em São Paulo e estou para concluir o curso de Jornalismo. Todas as vezes que volto para matar as saudades de amigos e familiares fico mais triste e saudosa. Por que ? O centro da cidade não oferece nada a jovens que aí ficaram. Cadê os eventos, as melhorias propostas pelo atual prefeito em sua campanha ? O que vi e vejo sempre, é o aumento do índice no consumo de drogas. O tão temível crack que assola a cidade que resido chega sorrateiramente pela porta dos fundos de nossa cidade. Maculando a paz e a tranquilidade que antes imperava. Vamos lutar para trazer de volta os tempos passados. Os shows na praça, as festas de barraquinha. Chega de ir para outras cidades procurar divertimento.

  4. Oi Pessoal acabei de voltar de Guaranésia , é muito triste ver como nossa cidade regrediu , as ruas estão todas esburacadas os carros nem tem como desviar … a praça ainda não se recuperou das barbaries que sofreu, o Centro Cultural de portas fechadas. E o que é pior os jovens sem ter o que fazer vivem um drama que os levam muitas vezes a um caminho sem volta… gostaria muito de poder colaborar de alguma forma pra melhorar nossa cidade , um abraço a todos .Loli

  5. Juscelino Costa

    Prof. Ivan!
    Adoro esta cidade onde passei minha infância, até hoje guardo na memória o Carvalho Brito onde fiz o primário, a matriz onde fiz minha primeira comunhão, as festas de Santo Antonio e Santa Bárbara, os circos teatros que sempre estavam na cidade, as folias de Reis, o poço do Bambú no Rio Canoas onde nadava, as brincadeiras de ruas, o futebol no campo do Guaranésia, a estação de trem, as duas escolas de samba que saiam no carnaval, meu grande amigo Narcisio, as trocas de gibis no cinema ( sou colecionador de gibis antigos, influencia dessa época ), o pão de Mocóca que era vendido na venda do senhor Chico Lopes, as fazendas onde ia pescar e andar a cavalo, ah que tempo bom.
    Parabéns prof. Ivan por este belo trabalho, na próxima visita que fizer a esta terra abençoada espero conhece-lo pessoalmente.
    Um abraço.

      • Nossa Ivan, após ter passado mais de 20 anos que não retornava à Guaranésia, este ano a visitei, e achei que cresceu muito, não ví buraco no asfalto e ví sim, muita casa nova, outras reformadas, ruas bonitas e andei da Várzea (campo de futebol, rua do matadouro, casas de amigos de infância) até a parte alta não sei se é Bom Jesus ou Renovação, mas ví progresso, lojas e comercios novos, supermercados etc, e uma nova empresa, muito grande. Não sei muita coisa então não posso falar, mas regredir, não regrediu como lí não me lembro em qual comentário. Sei que o tempo não volta, nem as coisas que o acompanham em nossas memórias, mas todo mundo acha seu caminho e vai melhorando tudo. Espero então que haja mais interesse e atitude por parte do governo, prefeitura, para que haja progresso constante e que a juventude tenha apoio das famílias, escolas, trabalho e lazer para não procurar o que não presta. Guaranésia já é ótima, então vai virar um paraíso.Um abraço, Márcia.

  6. Roberto

    Muitassssss Saudadesssssss
    Das noites em que minhas queridas primas me levavam ao cinema e depois para passear no jardim.
    Das matinês, onde se ia para pegar na mão da namoradinha, que enchia de vida a vida de infância e adolescência.
    Onde a simplicidade dos tempos ingênuos e alegres marcaram não só o coração como também a alma.
    Guaranésia dos ótimos tempos passados, daqueles tão queridos que já se foram e daqueles que ainda se encontram por lá.
    Tempos memoráveis

  7. YVANY DIAS VILA

    PROF. IVAN!

    FICO EMOCIONADA CADA VEZ QUE ACESSO O SITE DE GUARANÉSIA!
    É UM GRANDE PRAZER, RELEMBRAR Á INFANCIA, VER O GRUPO ESCOLAR ONDE ESTUDEI, A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA HOJE DESATIVADA E TUDO MAIS! SEMPRE QUE VOU Á GUARANÉSIA, VISITO Á CASA DA MEMORIA. É PENA QUE PRESERVAR Á HISTORIA E A CULTURA, NÃO É PRIORIDADE DE NENHUM GOVERNO. MAS, EXISTEM PESSOAS COMO VOCÊ,QUE FAZEM UM TRABALHO BRILHANTE!
    PARABÉNS! CONTINUI!

    UM ABRAÇO

    YVANY DIAS VILA

  8. mauricio minchillo

    A oração sem amor, faz-te introvertido.
    A lei sem amor, escraviza-te
    A política sem amor, deixa-te egoísta.
    A fé sem amor, deixa te fanático.
    A cruz sem amor converte -se em tortura.
    A vida sem amor…não tem sentido.

    Abraços a todos que amam e torcem por Guaranésia…

  9. Silvania Almeida

    Olá Ivan

    Quanto tempo! Fico feliz com a iniciativa, e como o Cuca, no que posso ajudar é enviar e-mail pra varias pessoas, o que já estou fazendo.

    Beijos e até.

  10. Sandra L.S. Minchilo Ferraz

    Olá Ivanzin, tudo bem? Que bom reencontrá-lo!!
    Sempre a frente dos fatos com alma jornalistica
    agora recontando a história de Guaranésia.
    Nossa querida Guaranésia! De muitos luares,
    viola na Praça, cantoria na madrugada encantando
    toda a gente. Momentos de feliz idade!
    Viva os pássaros da Ilha! Beto, Cuca, Dany e Lilia.
    Cássio, Márcio, Lui e Cecília! Martinha, Rita Lúcia,
    Jairinho e Trainha. Pico, Dado, Isa, Marilú e Fatinha.
    Êta saudade que aperta, saudade de todos e da ter-
    rinha!
    Bjos e até a próxima!

  11. MARIA APARECIDA DA SILVA SANT ANNA

    ESTOU DESLUMBRADA COM O SITE DA MINHA CIDADE QUERIDA, COM CERTEZA TENHO MUITAS FOTOS MAIS ANTIGAS DA MESMA, APESAR DE TER SAIDO DAÍ AOS 2 (DOIS) ANOS DE IDADE, TENHO BASTANTE PARENTES ONDE ESTOU SEMPRE A PASSEIO.VOU ESTAR SEMPRE EM CONTATO, BJS E PARABÉNS PELO TRABALHO.

  12. Guaranésia empalidece

    A cidade de Guaranésia está com luzes velhas. Revolta com o passado, revolta com o presente, reforma para o futuro e continua com lâmpadas brancas vindas de Portugal. Guaranésia parou. A vertigem do decrescimento nos empobrece. Cadê o progresso que nos prometia morar num céu? Que nos prometiam esses dedos de Santa Bárbara, cidade de Canôas, árvores imensas e ipês dourados?
    Ontem as casas antigas e os pensamentos inocentes nos provocaram romantismo quando festa tinha, na praça à noite. Por que o coração se enche de rancor quando vagamos pela cidade perdida? Perdida não, deixada?
    É um sonho de 106 anos que não queremos que se esvaneça. Queremos manter a idéia de que o futuro nos salvará da desolação. A cidade era nosso orgulho e agora é metacrítica, é “narcisista”, e será que chegaremos a algum lugar?
    Mas a verdade que visava nos proteger começou a nos atacar como uma felonia viva. Nela viramos vulgo sem democracia. No entanto, basta tirar a colossal nuvem corrupta que corremos todos a amar a paisagem. Por que tal pressa em esquecer o mal que nos fazia e ainda faz?
    A cidade talvez seja mesmo um ato de amor e de busca, que nós buscamos e não eles. Talvez a cidade, mesmo fria, mesmo não sendo sua, mesmo corredores de lama, mesmo com precipícios a cada passo, seja um momento abandonado de nosso antigo sonho de solidariedade.
    Na verdade parece uma árvore, sem dar frutos porque não nos deixam buscar a luz. Quando vemos a nossa cidade sem natureza, sem vontade, sem mar, sem par, sem céu, sem arranha-céus, mesmo assim temos um secreto orgulho de construtores, pois fizemos a nossa parte.
    Talvez seja isto: vendo a cidade, sentimos carinho por nossa estúpida ventura humana, por esta gratuidade e simplicidade a que fomos condenados. Isto explica o que acontece em nosso coração, essa acomodação quando cruzamos os braços para avistar os fogos de comemoração.

    Homenagem a Arnaldo Jabor

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s