Família Custódio José Dias

Página

“O meu bisavô foi Francisco José Dias, filho do capitão Mor Custódio José Dias e Dona Mariana Almeida da Silva.

Custódio José Dias foi Capitão Mor de São Carlos do Jacuí, residente em Vila Campanha. Residiu depois na fazenda da Cachoeira em Machado e depois na Fazenda do Centro, também em Machado. Fez parte do governo provisório de Minas Gerais em 1822 e mais tarde, na Assembléia Federal do Império com assento na Câmara dos deputados na primeira legislatura em 1826 a 1829, na sessão legislativa de 1833. Foi tronco de numerosa família.

Custódio José Dias

Custódio José Dias

Francisco José Dias era casado com Dona Francisca Leopoldina da Silva.

Os pais do Capitão Mor Custódio José Dias foram o capitão Custódio José Dias, natural de Freguesia da Boa Vista na Comarca de Penafiel em Portugal; e Dona Ana Lopes da Silveira natural de São João Del Rei – MG. Casaram-se na capela de Madre de Deus em São João Del Rei em 1730.

Francisca Leopoldina da Silva era filha de José Custódio Dias (1798) e Antônia da Silva Pinto.

José Custódio Dias era filho do alferes Marcos de Souza Magalhães e de D. Ana Josefa da Silva..

Antônia da Silva Pinto era filha de Elias Antônio da Silva Rezende e D. Ana de Jesus da Silva Pinto de Góes e Lara. Eram da região de Entre Rios, em Minas.

Nos idos de 1840, Francisco José Dias veio então com dois escravos, chegou de Machado, da Fazenda do Centro, onde residia, para a região onde é hoje Guaranésia, antiga Santa Bárbara das Canoas.

Desbravou matas para a formação da fazenda da “Correnteza” e iniciou o plantio de canaviais para o fabrico de açúcar, rapadura e cachaça.

Aos poucos, o verde esmeraldino dos canaviais foi tomando lugar onde até então existia mata nativa.

A construção do engenho de açúcar teve início nesta ocasião.

A sede da fazenda da Correnteza , uma linda construção colonial, foi projetada por encomenda de Francisco José, a engenheiros americanos contratados por ele. Esta fazenda fica próxima ao trevo de Arcerburgo e Monte Santo. Data de sua construção, mais ou menos, 1850. É uma bela casa, com 28 quartos, muitas janelas, várias salas, banheiros, cozinha, ermida, varandas, etc. Tem também bem próxima à sede, a senzala.

Aos poucos a paisagem ao redor da fazenda foi tomando o feitio de uma grande propriedade rural. O verde olivado dos cafezais até hoje predomina a região com sua pujança e riqueza. ”

Texto de: Nívea Tavares Dias Sampaio/2007

32 comentários sobre “Família Custódio José Dias

  1. mel

    Olá , sou da familia Pereira Dias. Avós paternos, Francisco Thomaz Dias e Sebastiana Florencia Dias / avos maternos , Manoel Pereira e Florisbela Inácia Pereira. Ambos dessa redondeza. Meu pai tinha um diário onde tinha todas as anotações da familia. Mas eu minhas irmãs éramos pequenas e não tinhamos acesso .qunado ele faleceu que tivemos acesso ao diário e infelizmente as traças furaram todo e não dava para ler a história da familia. Sei que minha avó era imigrante que veio da Europa . Ainda hoje temos parentes aí em Miraceema e redondeza de Minas Gerais .
    Minha tia Petronilha Thomaz Dias, tem esperança de encontrar a parentela hoje ela tem 90 anos. Se alguem tiver alguma informação. Peço a gentileza de entrar em contato pelo email. Meu pai era Benedito Thomaz Dias.

  2. Aristides Pio De Araujo Dias Neto

    Eu sou, Aristides, filho de Clovis, neto de Aristides e Bis neto de Pio de Souza Dias que era filho de Custodio Jose Dias, da fazenda do Cachoeira de Machado – MG.
    Veja parte de transcrição de testamento a seguir:
    CAPITÃO-MOR CUSTÓDIO JOSÉ DIAS
    Filho de Joaquim Dias, nasceu pelo ano de 1763 em Itavuna, termo de São João
    d”El Rei, MG. Casado com Mariana de Almeida e Silva. Pelo ano de 1815 transferiu-se
    para as proximidades do Arraial de São José e Dores de Alfenas, termo da Vila de Jacuí.
    Instalado na fazenda da Cachoeira, foi nomeado capitão-mor de Jacuí em de
    janeiro de 1816 (Arquivo Público Mineiro CG. 362?317) sendo confirmado por D. João
    VI, em 15 de fevereiro de 1817 (patente do Arquivo Nacional, sem fonte determinada).
    Na eleição realizada em Ouro Preto, a 21 de maio de 1822, para constituição do
    novo Governo Provisório, na Província de Minas Gerais, entre os sete eleitos constou
    seu nome, representando a Freguezia de Cabo Verde (onde possuía fazenda). Elegeu-se
    com 164 votos. Foi membro da Junta Provisória até 1823 (As Juntas Governativas e a
    Independência do Brasil, vol. 2 – Conselho Federal de Cultura – Rio de Janeiro, 1973 –
    Ministério da Justiça Arquivo Nacional, págs. 900, 902 e 956). Foi deputado geral, na
    legislatura de 1826 a 1833 (Informação do sr. Nelson Lopes, de Alfenas). Colaborou
    também na fundação do povoado, hoje cidade de Machado, onde em 1825 assinou como
    testemunha no patrimônio do Padre Antônio José Martins (Processo de habilitação de
    genere et motibus do referido sacerdote – Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo,
    gaveta 50, estante 2, n.º 1. 169).
    Num diário manuscrito, espécie de inventário do capitão-mor Custódio José Dias
    (pertencente ao sr. José André Dias, Fazenda da Serra, Machado, MG), consta a
    existência de sete filhos do Capitão, a saber: Bárbara, casada com José Cristóvão de
    Lima (de Mococa); Jacinto, Luzia, Margarida, Pio, Francisco e Roque. Considerava
    igualmente herdeiras as sobrinhas: Mariana, casada com Domiciano José de Souza
    (Fazenda Soledade – Tapiratiba); Ana, casada com Vigilato José de Souza (Fazenda
    Bica de Pedra, hoje Itaiquara) e Maria Custódia, casada com Felix de Souza Magalhães
    (Alfenas). Assim considerava também sua afilhada Francisca de Paula, casada com João
    Custódio Dias.
    Faleceu em 7 de setembro de 1843, na Freguezia de Alfenas, MG, aos oitenta
    anos de idade e já viúvo (Livro de Óbitos da Paróquia de S. José e Dores de Alfenas,
    1836, pág. 38).

  3. Vinícius dos Santos Marques

    Oi, sou tataraneto do Major Custódio Pereira Dias, ele era de Machado, era dono da Fazenda da Serra, queria saber mais informações se tiver jeito.
    Abraços!!!
    Vinícius.

  4. Antonio jose da silva alves

    Meu pai Antonio Manuel Alves finho de Amelia de jesus da silva ela tendo un irmào Dr Custodio Jose da silva queria saber se existe ancestral de familia obg…………

  5. Adilço Custódio Mafra

    Que família enorme, será que eu faço parte desta família? Meu nome: Adilço Custódio Mafra, Filho de: João Custódio Filho (falecido) casado com Jandira Custódio Mafra (viva)
    Avós paterno: João Custódio Martins Casado com Cecília de Souza. Todos de Minas Gerais. Se alguém souber de alguma pista quem seria meus ancestrais agradeceria.

  6. adriana santos ribeiro

    Ola, meu nome é Adriana neta de Isolina Graziela Dias Ribeiro,e minha vó escreveu um livro onde ela diz que morou nesta fazenda correnteza inclusive tenho fotos desta epoca que se utiliza um aparelho que se chama perfecscope de 1895 …gostaria de saber se poderia ir ate a fazenda para conhecer isto é se ela ainda existe.
    Aguardo ansiosamente seu retorno.
    Abraço
    Adriana

  7. João Magno de Souza Dias

    Prezado Everton,

    Eu sou João Magno de Souza Dias-,bisneto do Roque de Souza Dias e proprietário da Fazenad do Centro- Para falar comigo pode ligar para 021- 2558 5658 , e para visitar a Fazenda que esta as suas ordens peço ligar para agendar sua visiat de forma a avisar o meu encaregado, porquanto vivo no Rio de Janeiro . meu e.mail é: joao_magno@hotmail.com

  8. Francisco Custodio do Nascimento

    Sou Francisco Custodio do Nascimento, nasci na cidade de Pancas ES, sou autor de um livro intitulado de “O CAPIXABA”, abril de 2012, Editora Livre Expressão. Gostaria de reunir documentos sobre a familia.

  9. Everton Custódio de Souza

    Gostaria muito de conhecer lugares, e pessoas ligadas à familia Custodio na região de Machado,Possos de Caldas, Alfenas,Muzambinho,Cabo Verde……talvez sejam meus parentes….Meu pai era da região, chamava-se Lázaro Custódio de Souza, Filho de Estefania de Jesus,e Francisco Custodio …..quem sabe um dia desses passo na região sul de Minas para conhecer as terras de meus ancestrais.

    abraços a todos da Familia

    Sou Everton Custódio de Souza

  10. Sou Everton Custodio de Souza, meu pai chamava-se Lazaro Custodio de Souza, filho de Estefania ….mineiros da região de Machado….meu avo tbm chamava-se Francisco Custodio….vou pesquisar mais esta ligação….abraços a todos da Familia.

  11. João gustavo souza dias

    Gostaria de receber mais informações sobre meu ancestral o capitão mór
    Custodio José Dias,pois sou tataranéto do comendador Lindolfo de Souza
    Dias que erdou a fazenda do Centro e a fazenda Engenho Limeira ambas
    em Machado MG,a fazenda Cachoeira AK ficou com
    meu bisavo o sr Eurico de Souza Dias casado com a senhora Odéte Maciél Dias pais do meu avô sr Joel Maciel Dias atualmente com 85 anos
    e muito lucido.apesar de morarmos em Campinas SP minha mãe e todos seus irmãos são nacidos e criados em Machado ande temos muitos parentes seria muito bom se tivésemos acésso aliteratura arrespeito de nóssa familia,quem puder ajudar desde ja agradeso. obrigado

    • jurema de souza dias

      meu jurema de souza dias, filha de jose de souza dias, filho de norato de souza dias, nascido na cidade de machado, pertencia a uma família tradicional; família souza dias, há muitos anos procuro contato com algum membro desta suposta família de meu pai, pois ele foi escolhido para ser padre tendo fugido do seminário onde nunca mais procurou nenhum de seus irmãos, tendo vindo para o rj onde conheceu minha mae. tendo os dois já falecidos.

  12. Adilson de Carvalho

    Ivan , quem deve possuir toda informação sobre a genealogia do Cap.Custodio Jose Dias e de seu irmão Padre a senador Jose Custodio Dias, é o estudioso do assunto, Dr Eduardo Dias Roxo Nobre que publicou um livro sobre a familia a que ele pertence e tambem a genealogista Marta Amato de Sao Paulo. As explicações sobre o roratorio da fazdenda da Cachoeira esta no livro do tombo do museu da torre da Basilica de Aparecida. Saudações Adilson

    • Fernando Prado Ferreira

      Caro Adilson, Sou descendente de Custódio José Dias (pelo Dr. Roque de S.D. da Fazenda do Centro) e gostaria de mais dados sobre o livro do Dr. Eduardo Dias R. Nobre. Sabe onde é possível se conseguir uma cópia ou um exemplar ? Muito grato.

    • Adriano Dias

      Meu nome e Adriano Dias de Carvalho sou de Machado/MG

      Tenho um recorte de Jornal muito antigo onde minha avó gastou muito dinheiro para tentar reaver as terras delas em Campestre este jornal cita os seguintes nomes da familia
      Joaquim Muniz Figueiredo;
      Custódio José Dias;
      Ana Jacinto de Figueiredo.

      Minha mãe diz que o pai de minha avó se chamava João de Araujo Dias e tinha muita terra em Campestre sua família e eu acho que irmão dele chamava José Luis de Araujo Dias. Acredito o jornal dizia que era 750 mil Alqueire de terras.

  13. Adilson de Carvalho

    Na antiga fazenda da Cachoeira do Cap.Mor Custodio Jose Dias,em 1817,o Major Leonel,foi batizado pelo Padre Jose Custodio Dias,no oratorio da velha fazenda, hoje o orattorio esta no museu de Aparecida,na torre da basilica de Nossa Senhora.

    • Olá Adilson, boa tarde. Gostaria de saber mais sobre essa informação do oratório. Você conseguiu essa informação em algum jornal antigo, livro? ou conferiu no Museu? Estamos interessados em saber mais e conseguir fotos do oratório. Agradecemos desde já por contribuir com o resgate da nossa história. Att. Prof. Ivan

  14. Carlos Dias Vieira

    Sou também descendente do capitão-mor Custódio José Dias (como tanta gente no Sul de Minas) e nunca havia visto uma foto dele. Queria apenas confirmar se esta foto é mesmo do capitão-mor, porque existiram vários homônimos.

  15. Ricardo Dias de Lima

    Estou procurando informação sobre Joaquim Custodio Dias, casado com Luzia Delphina … Dias.
    Tiveram filhos ?
    Pelo texto da Nivia Tavares Dias Sampaio, acredito que o Joaquim era parente Custodio José Dias.

  16. João Batista Custódio

    Gostaria de saber se o Francisco José Dias teve filhos e quais os nomes deles??
    PS- Sou descendente de Lino Custódio filho de Francisco Custódio ( Irmãos do Lino; Manoel José e Vicente), da região de Alfena-Mg.
    Obrigado

  17. maicon luis de sousa

    Penta avô se chamava Custodio Jose Dias, acredito ser um homonimo. Seria muita alegria encontra-lo aqui, mas o mesmo pelo que conta minha Bisa avó; Isabel Dias da Silva ainda viva aos 92 anos, diz que seus avos residiam em Barra do Pirai e seu avo Custódio Jose Dias teve um filho chamado Juvenal Dias da Silva nascido em 1887 nome da mãe; Corcina Maria da conceição. O seu filho saiu da fazenda dos padrinhos com alguns tropeiros rumo a MG aos 12 anos aproximadamente e nunca mais teve noticia dos pais e irmãs. Na busca anciosa minha bisa vó ainda tem esperanças de saber oque ocorreu com antepassados e eu procuro dados mas tenho muita dificuldade. sei apenas dados basicos e gostaria muito de dar esta alegria a minha bisa encontrar algum descente vivo de seus avós. sei apenas data de casamento do meu tetra avo Juvenal, casou em 1912 na cidade de porciuncula com 25 anos registro de casamento esta no Cartório de Porciuncula ainda não tivemos a chance de retirar a certidão de casamento pois estamos no Rio de Janeiro distancia de 360 km
    se puderem me ajudar com alguma informação?? agradeço
    att,

  18. YVANY DIAS VILA

    Conheço o casarão, sede da Fazenda Correnteza… ele retrata o apogeu
    da economia cafeeira… seria importante adicionar a está página, fotos da casa, da ermida e também da senzala.
    Fica ai a sugestão a Família de Custódio José Dias

    Um abraço

    Yvany

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s