Grupo Escolar Carvalho Brito


Fundado em 1907.

Anúncios

126 comentários

  1. Eu me chamo iolanda geraldo custodio estudei tbm no carvalho brito nao me lembro ezatamente o ano mas creio q foi na decada de 60 pois me lembro das aluas de musica com dona Lili dezenho com dona dirce a diretora muito brava do hercilia e da terrivel brava tereza cristina se alguem da milha turma lembrar de mim manda um alo meu pai trb no DER e meu irmao no posto do ferrusio o apelido dele era picole.

    1. Olá, saudações! Acho que estudamos juntos. Sou Luiz Fernando Carneiro, estudei e me formei no Grupo Escolar Carvalho Brito em 1961. Depois entrei na Escola Estadual Alice Beltran Dourado. Tenho muito orgulho da educação e do ensinio recebido naquela época. Tive cono professoras, Dona Diva Aparecida Talibertti, casado com o Sr. Rubens (fotógrafo). Dona Piida Perocco e seu esposo, Dr. João Perocco. Dona Fernandina Tavares Paes. Efm, foi uma fase maravilhosa na minha vida. Tenho lembranças maravilhosas daquela época.

    1. Puxa, eu era apaixonada por aquela menina….infelizmente ela nunca soube disso…rsrsrs….sou o Otávio, estudei de 1966 a 1970. Minhas professoras foram, Dona Norma, Dona Aparecida (brava à nessa)…as outras não me lembro.

    1. Oi Fabio, eu estudei no Carvalho Brito nesta epoca e me lembro de um Joao Neto Filho. Vc se lembra de mim? Cristina Castela Navarro… Qual seu sobrenome?

  2. Para Professor Ivan
    Ivan, o Carlos Alberto Dias Carneiro publicou um comentário em 2009, nesta página, e me perguntou se conheci a mãe dele, D.Valdevina Dias Carneiro, apelido D. Nina que trabalhou na casa da D. Déia, deseja encontrar os parentes dela, mas eu não me lembro mais. Caso você possa localizá-los gentileza responder ao mesmo. De repente alguns parentes dela e do Dr.Luiz (que o Carlos diz morar na esquina da Praça) lembram dela, que é viúva de João Inácio Carneiro. Grata, e fiquem com Deus.

  3. Prof. ivan
    Como estudei no Carvalho Brito de 66 a 1970 e no Alice ate aos 16 anos, gostaria de relembrar os professores dessa epoca, e saber se estao vivos, apesar de saber que alguns ja morreram, como Aparecida Talibertti, Dr. Joao Perocco e D. Piida. Recordo com tanto carinho daquela epoca, epoca de familias que educavam os filhos com amor e punho, e nao como hoje, com a tal da psicologia moderna, com total liberdade, sem regras, nem disciplina, e que os filhos jovens bebem ate cair e rumam em direcao ao caos. E caos na natureza e caos nas familias. Que pena, nao tenho esperancas do retorno das coisas com valor, etica e moral, a nossa sorte e que ainda tem muita gente boa, senao era o fim.

  4. Para Maria de Lourdes Rodrigues : Oi, Mielo . Nao sou a Marcia, filha da juiza. ou Marcia Medeiros, filha do Seu Sebastiao e D.Jorgina, da antiga venda da Varzea. Sobrinha da Dilma Medeiros e do Sinesio (taxista). Acho que voce nao me conhece. Tenho 53 anos, vim de Guaranesia pra Cuiaba em 1977. Ja sou aposentada pela Caixa Econ Federal e estou cuidando de meu filho de 29 anos que e especial e de minha mae que esta com Mal de Parkinson, mas graças a Deus esta tudo bem. Meu pai ja faleceu e meus irmaos estao bem. Passei 02 dias em Guaranesia, visitei o Grupo Carvalho Brito, minhas amigas Soninha do Celeirinho, as filhas do Carmo Romanelli e a Marta, amiga de infancia da Varzea – ela abriu restaurante na Varzea. Tudo de bom pra voce, e meu contato e este E-Mail da publicaçao, E-mail de minha filha,meu telefone 65-3661.7657. Ate uma proxima vez.

  5. eu estudei nessa escola do pré ate a 4° serie e hoje sou professora la ja faz 10 anos, e adoro essa escola, meu pai tbem estudou la na epoca de 1967 – 1968 por ai, ele tem o apelido de Neno e mora na saida perto da antiga venda do joaninho minchillo!!!!

  6. Procuro pela minha ex-professora de português do 1º ano ginasial na cidade de São Pedro da União- ano 1966.Sou Antonio Rodrigues Dias, também sou professor e pedagogo em São Paulo.. Se alguém tiver algum contato com ela, por favor peça para que ela me telefone 11-961808960. Grato

    1. Meu nome é Nair estudei tmb na mesma época tendo as professoras -1 P-helena Robilota q por sinal acabou sendo minha tia casou-se c irmão de mnha mãe; Ivo Santolin 2-Romilda Pardini3-Maria Pignataro 4-Magarida Rossete vim p S Paulo em 1954 mas já fui algumas vezes em Guaranésia.tenho mta saudades gostei mt de ver a foto d P Ricardo.quem me batizou foi Adalberto Minchillo e Amelia Perocco Minchilo e quem representou foi Luizinho Mnchillo filho d Nardute,gostaria de saber alguma coisa dele se ainda vive pois dizem q quando foi meu padrinho era pequeno na época usava-se representar.Minha avó era Maria Perocco Santolin

  7. que saudade eu estudei ano de 68 a 73 no primario tenho saudade dos uniformes as vezes que pulei o muro ate o meu primeiro dente que foi o dr roberto qur tirou hoje moro em sao paulo tenho 50 anos quero entrar em contato com alguem que estudou nessa epoca manda email

  8. QUE SAUDADES TANBEM ESTUDEI NO CARVALHO BRITO NO ANO DE 1958 A 1962 DEPOIS FIZ A 5 SERIE A ADMISÃO NÃO CHEGUEI FAZER O GINASIO TENHO SAUDADES TANBEM DA SOPA DE FUBA COM COUVE O LEITE QUIMADO LENBRO E TENHO SAUDADE DAS PROFESSORAS D NORMA D JARINA D FERNANDINA A MOÇA QUE SERVIA A MERENDA ERA A MARIA JOSE INCRUSIVE ELA CONPROU A CASA DA FABRICA DE TECIDO ONDE NASCI EME CRIEI SAI DALI CASADA VIM PRA STO ANDRE ONDE ESTOU ATE HOJE JA FAZ 41 ANOS TENHO MUITA VONTADE DE UM DIA DEUS ME DAR CONDIÇOES PRA QUE EU POSSA VOLTAR A FAZER PARTE DO POVO GUARANESIANO

    1. Olá, saudações! Me chamo Luiz Fernando Carneiro, estudei e me formei no Grupo Escolar Carvalho Brito no ano de 1961. Posteriormente, fiz admissão e colegial no Escola Alice Beltran Dourado. Confesso que tenho saudades daquela sopa de fubá com couve. Maravilhosa! Me lembro muito bem de tudo, do excelente ensino daquela época, da educação que recebíamos naquelas escolas. Tive como professora, Dona Diva Aparecida Talibertti, Dona Piida, saudosa esposa do professor Dr. João Perocco, Dona Fernandina Tavares Paes e sua irmã, professora de educação física. Lembram-se? Tive o privilégio de gozar das amizades dos filhos dela. Frequentei muito o seu casarão imenso, na esquina do bar do seu Angelo Panissa. Hoje sou advogado, resido na cidade de São José do Rio Preto SP. Gostaria muito de obter notícias de colegas.

  9. estudei entre 1976 a 1980 vendo essas fotos da uma saudade grande a deliciosa canja de arroz…as prof dona zara zorma zuleica zuleide zila rubia tereza cristina etc…meu nome e silvana sou irma da rosalina filha do tonico leandro

    1. Me chamo Sandra e estudei nesse ginásio maravilhoso aonde tinha professores maravilhosos, principalmente a professora Tereza Cristina, que foi para mim a base de tudo. Tudo o que sou hoje devo a Tereza Cristina. Me lembro dela praticamente todos os dias e essas lembranças me mantém até hoje otimista com relação a vida, alias devo a minha vida a Prof Tereza Cristina, uma pessoa maravilhosa.

  10. Eu também estudei no Carvalho Brito, nos anos de 83 a 88.Tenho muitas saudades!!!Agradeço muito as minhas professoras:D.Marlene Pereira Dias,D.Virgínia,D.Maria Helena Mancini,D.Patricia,D.Berenice G.Bazanini e D.Aurea Lopes.Tenho saudades do saudoso Gino, que passava na sala avisando da sopa, do tocar do sino!!Época que minha querida mãe me levava para a escola.Da diretora que era D.Hercilia( naquele salto fino)….

  11. Nossa, sou filha do Sr Dolor, estudei no Carvalho Brito e fui p/ o ginásio entre 68 á 73, tenho muitas saudades e gostaria muito de encontrar a Márcia, filha da juiza . Se alguem souber de alguma coisa, pos favor. Tb tem o Cuca, o José Carlos,filho do Celeirinho, o Roberto que era filho do Zé da águada Maria Helena Mancini, da Celis Lopes, A mônica que é filha da d. Déia, nossos professores foram a inesquecível d. Piida, o dr João, d. Lila, a d. Augusta que era professora de ciências, sinto muita saudades dos desfiles tb. Se alguem se lembrar de mim, entre em contato. Morei 38 anos em SP e atualmente estou em Guaxupe.

    1. oi sou Marcia, tenho 53 anos moro em Cuiabá desde 1977, mas nasci em 1960 em Guaranesia, estudei também no Carvalho Brito e depois no ginásio. Me lembro de algumas pessoas e dos meus professores que também foram seus. Mas nao sou filha da juiza. Agora em abril estive em Guaranesia e visitei a Soninha filha do Celeirinho, mas nao vi o José Carlos nem a Regina, visitei amigos da Varzea onde vivi até meus 17 anos. A Neiva, sua mãe D.Orminda e suas irmãs, e a D.Rute do Miguel Moreno. Minha amiga Marta tem agora um restaurante na Várzea, que a gente chamava tão carinhosamente de VARGE. Hoje sou casada, tenho 02 filhos, e graças a Deus ja aposentei pela Caixa Ec Federal e estou descansando e cuidando de meu filho que tem 29 anos e e especial. Tenho muita saudade de tudo, e de todos guardo somente boas lembranças, se passei por dificuldades como todo mundo, hoje lembro e so tenho que agradecer a Deus e posso dizer que valeu a pena. Sou filha do Sr. Sebastião e D.Jorgina, que tinha venda na Várzea, estudei com minha prima Leinha, da Dilma Medeiros apelidada de Leia. Estudei com a Soninha, a Neiva que hoje esta no Conselho Tutelar, a Fátima Ruiz, a Ana Beatriz do Miguel Moreno, a Raquel de Marco, e outros queridos amigos de infância. Meu contato e o EMail de minha filha e meus telefones 65- 3661.7657, Cuiabá, calor e bom pra pescar. Abraços Marcia.

  12. Também estudei no Carvalho Britto, de 1966 até 1969, minhas professoras foram D.Norma Laudade, D.Vera (irmã de D.Norma), d.Aparecida Taliberti e d. Tereza Cristina (esta eu sei que faleceu há muitos anos) Tenho muita saudade daquela época, muita saudade daquela escola, enfim saudade da infância… Mas gostaria de encontrar colegas daquela época.Hoje moro em Arceburgo.

    1. Sou o Otávio, também estudei no Carvalho Brito, de 1966 a 1969 e tive quase as mesmas professoras. (D. Norma, D. Vera, D. Aparecida (ai como era brava). Somente no quarto ano não me lembro quem foi a professora. Hoje moro em São José dos Campos, SP. Alair, quem sabe fizemos parte da mesma turma!!!. Eu morava numa chácara, na rua da Estação. Meu pai se chamava Aparecido Lopes.

      1. Nossa, me lembro de voce. Sou Marcia, que morava na Várzea ( a gente chamava de Varge). Nos estudamos no ginásio, minha turma era a Soninha do Celeirinho, a Raquel de Marco, a Ana Beatriz do Miguel Moreno, a Maria Lucia ( apelido de Nei), a Cristina, a Regina, e muitos outros. Hoje, tenho 53 anos, casada, 02 filhos e graças a Deus aposentei agora pela Caixa Econômica Federal e estou cuidando de minha mãe que esta com Mal de Parkinson e de meu filho de 29 anos que e especial. Lembro me de tudo e de todos, amigos, professores ( joguei um caroço de cana na testa da Nei e a D.Aparecida Taliberti me colocou de castigo ajoelhada na porta da sala para todo mundo ver), eu era mesmo muito danada, e ela me chamava de xarope de limão azedo, hoje acho tudo muito engraçado. Moro em Cuiabá, se um dia quiserem vir por aqui serão bem vindos, a Marta minha amiga de infância e vizinha, abriu um restaurante na Várzea, eu a visitei agora em abril, e ela disse que talvez vem ora cá em Novembro nos visitar. Fiquei feliz ao encontrar conhecidos nesta pagina. Estou usando o E-Mail de minha filha anaclaudia17a@hotmail.com , e sinto saudades. Até uma próxima vez e fiquem com Deus.

      2. Oi Otavio. Estudei na mesma época que vc. Sou Marcia, que morava na Varzea, e meus pais tinham venda la. Estudei com a Soninha do Celeirinho, com a Raquel de Marco, a Cassinha da D.Piida, a Ana Beatriz do Miguel Moreno, a Nei (Maria Lucia Romanelli) e minhas amigas da Varzea foram varias, entre elas a Janete, a Lurdinha, a Lidia, a Marta (que abriu estes dias atrás um restaurante na Varzea). Visitei Guaranésia em abril deste ano, e encontrei a Soninha, a Nei e sua mae e irmas, a Fatima Ruiz. Tenho muita saudade de tudo e de todos. Foram parte de minha vida e difícil infância. Minha irma Eloisa também mora em S.Jose dos Campos. Eu moro em Cuiaba desde 1977. Já aposentei pela Caixa E. Federal, tenho 02 filhos e cuido de meu filho especial e de minha mae. Minha filha também e bancaria. Graças a Deus estamos bem. Lembro-me de você e de mais alguns amigos, Luiz Henrique e de outro Luiz acho que e MAGRI. Lembro-me dos professores, dos desfiles, e da enchente que alagava minha casa. Era tudo muito sofrido, mas tenho saudade daquela época. Estou usando o E-mail de minha filha anaclaudia17a@hotmail.com , Sou sobrinha da Dilma Medeiros e prima da Hilda viúva do Geraldo Lopes, ela tem um pesqueiro la em Guaranésia. Saudações e tudo de bom pra vocês.

  13. eu estudei 5 anos la e muito bom e a gente aprende muito brinca de um monte de coisa e no meu 5ano antes da minha formatura nos foi viajar para riberaao preto em 2011 nois foi no zoologicoo no musseu no mec donaldi e no shoopig foi muito legal eu adorei adoro minhas professoras e tambem minha diretora que pena que eu vou para o ginasio em 2012

  14. Tambem fiz parte deste grupo maravilhoso nos anos de 1965 a 1966,depois fui para o ginasio onde fiquei ate os anos 1970, jogava bola no Guaranesia FC se alguem e desta epoca por favor me escreva sou Jose M Silveira (Ze Pastel)
    Abracos a todos …

  15. Boa noite!!
    Estou deixando uma nova mensagem pois achei meu boletim escolar e vou colocar o nome da minha professora para ver se alguem foi da minha turma na época a professora era Raquel Gonçalves Dias, o ano esta meio apagado no boletim mas ou é 1970 ou 1971.
    Aguardo anciosamente a resposta

  16. Boa noite,eu estudei tambem no colégio Carvalho Brito em 1068 mas infelizmente n me lembro o nome dos meus colegas de turma porém eu gostaria muito de reecontrar alguém,fiquei muito emocionada ao rever a cidade e gostaria muito de reencontrar alguem meu nome é Mariangela.

    1. Olá, Mariangela, eu estudei entre 1966 a 1970 e fui pro ginásio em 1971. Como eu morava na Várzea, talvez nao nos conhecemos na época. Lembro das meninas do Carmo Romanelli, perto da Várzea e das professoras. Estudei com a Nei (apelido da Maria Lucia Romanelli), com a Soninha do Celeirinho, a Cristina, Regina. Tenho saudades daquele tempo. Um abraço, Marcia.

  17. Ivan, estudamos juntos na oitava série, pelo que vi no convite de formatura de nossa turma.
    Meus pais eram de Nova Resende, moraram em Guaranésia alguns anos.
    Eu morei em Guranésia até 1977, depois vim para SP.
    Sempre que posso dou uma passada por aí e quando for com mais tempo irei te fazer um visita.
    So bibliotecária e acho que estudamos na mesma Faculdade FESPSP.
    Parabéns pelo seu trabalho aí em Guaranésia!
    Um abração

    1. Olá, Marta. Eu nasci na Várzea em 1960 e morei até 1977. Meus pais tinham venda perto da ponte, e me lembro de uma familia que era de Nova Resende, mas nao consigo recordar muito bem. E acho que esta familia tinha fabrica de farinha de milho. Será que eram seus pais? Sou filha de Sebastião Medeiros e D.Jorgina, e meus irmãos Marcelo, Eunice, Eloisa e Neuza. Saudações.

  18. Olá jocelem o seu nome não me é estranho !! Morei em Guaranésia entre 1954 até1966 , também estudei no Carvalho Brito e no Ginasio com Silvio Dias ,Roquinho Delirenzo, Lucia Helena Coste etc !!!! Saudades !!!! O nome da senhora que servia sopa no Grupo Carvalho Brito era Judite tinha tbém o leite queimado com açucar !!! Bom Demais !!!!!! Meus amigos (estudaram comigo) Reny Filho ,Eunice Bras, Lilu, saudade mesmo !!!! Cida Queiróz ,……..

    1. Ola Sandra, vc me fez lembrar daqueles dias maravilhosos, do leite gostosissimo, meu Deus tinha me esquecido. Estudei no Carvalho Pinto de 58 a 61, quando mudamos para Mogi guaçu. Nasci em Guaranesia e a maioria dos meus parente ainda moram lá. Cidade santa, asssim que a chamo por causa da lembranças da infancia. Vc morava onde? Eu morava na Rua Sta Barbara perdo da venda do Messias e Nofrinho que vendia doces. Nãi saia da casa da Zefina doceira, meu pai tocava na banda junto com o Torraca. Eu morava naquela quadra em frente a Catarina Bufone. Vc me lembrou do nome da cozinheira, nossa como eu gostaria de ve-la novamente, ela era muito boazinha, alias parece que ela era filha da D Francisca ( parteira). Atualmente vc mora onde. Eu moro em Americana. Não cheguei a fazer o ginasio em Guaranesia, fiz so ate o 4o ano de pois mudamos. gostei muito da sua resposta . Um abração

      1. Jocelem, quem eram seus genitores? E onde você morava?
        Eu estudei no Carvalho Brito de 1959 a 1962. Morava na Rua Floriano Peixoto, quase em frente aos fundos de uma leiteria.
        Meu pai era soldado da P.M. e chamavá-se Otávio.

  19. Saudades desse grupo.
    Estudei aí entre 1967 a 1971.
    As professoras mais queridas foram D. Vera Braz, Marisa Pardini.
    A época a vida era dura.
    Ivansinho não me lembro muito bem, se vc foi da minha turma no grupo escolar ou ginásio, só sei que estudamoss juntos.

    1. olá, Marta. Pela época descrita, provavelmente estudamos na mesma sala. Eu estudava com a Soninha, a Nei( Maria Lúcia Romanelli, a Ana Beatriz, Raquel, Fatima Ruiz (não lembro se foi no Carvalho Brito ou no ginásio que estudei com todas elas). Eu era bem pequena, e morava na Várzea, de 1960 quando nasci até 1977 quando vim pra Cuiabá. Você lembra de mim? Em abril, agora, visitei a Soninha do Celeirinho. Um abraco, Márcia.

  20. OLa Margarida, acho que estudamos na mesma epoca no Carvalho Brito. Vc me fez lembrar da sopa de fuba que alias nunca mais tomei sopa tao gotosa como aquela,,, hum que sabor delicioso…., vc se lembra como chamava aquela moça morena que servia a sopa pra nos?lembro sempre do grupo era muito bom tivemos uma infancia privilegiada. Tenho muitas lembraças da cidade em que nasci. Demorei a voltar, mas o ano passado fui visitá-ls…. Meu Deus quanta lembrança boa….entre em contato comigo…um abração

  21. Acabei de voltar ao passado, lendo o comentário de meu irmão Afonso… Como é bom lembrar que LILI comia doce, tocava piano, usava meia furada e ficava com o dedo de fora.
    Saudade do tempo que estudei no Carvalho Brito… O sino do pátio, as árvores velhas… Dona Madalena, Dona Romilda, Dona Aparecida… pessoas que abriram para mim o mundo do conhecimento.
    A escola… os amigos… a sopa de fubá com couve rasgada, o canteiro de ervilhas, as aulas de música…
    Bom lembrar… Valeu a pena.
    Tudo valeu a pena…

  22. Estudei neste educandário, na década de 50. Aprendi a ler com LILI… Alguém se lembra?

    LILI
    Olhem para mim.
    Eu me chamo Lili.
    Eu comi muito doce.
    Vocês gostam de doce?
    Eu gosto muito de doce.

    Na estrada da vida, dentre outras coisas, fui militar, professor, biólogo e médico, mas, dentro de mim, sempre que algo novo vai acontecer, é como se eu fosse receber um novo cartaz da LILI.

    1. Afonso, eu também aprendi a ler com Lili no Grupo Escolar Carvalho Brito. A Professora era Marta Ribeiro Alves, ano 1948.
      Tomavamos sopa na cantina, as sextas feiras serviam canjica, uma delicia!!! A cada novo cartaz da Lili era uma festa. Abraços.

  23. Como faço para obter autorização para reprodução da foto Grupo Escolar Carvalho Brito, em material didático, em homenagem a Carlos Drummond de Andrade, que será distribuído gratuitamente para mais de 18 mil escolas públicas do Ensino Fundamental?

    Desde já agradeço,

    Elizabete Braga

  24. Puxa, que emoção! Nasci em Guaranésia e aí vivi até meus nove anos, estudei um pouco no Carvalho Brito, lembro-me da professora Dona Fernandina e sua irmã. No meu tempo…rsrsrs., era venda, tinha a do “Chico Lopes” e irmãos “Moraes”, minha vó era costureira entre suas freguesas lembro-me de Dona Meire Nardi (perdoem se a grafia estiver incorreta), saudades do trem chegando e partindo, das Folias de Reis, do Dr. João Ribeiro do Vale….chega…….

  25. vivi em guaranesia nos anos 82a89 +ou_ e tenho alhumas fotos dos meus amigo da cidade gostaria de mandar para alguem publicar pessoas da sociedade de guaranesia na epoca como posso fazer isso

  26. Gente estudei no colegio carvalho brito, tive aulas com d. Zara, foi a unica professora que lembrei o nome, por favor gostaria de relembrar estudei em Guaranésia entre os anos de 1976 a 1982 nos dois colégios, não me lembro o nome do outro. Se alguém me conheceu ou estudou nesse periodo, pode entrar em contato comigo iolandanery-etec@hotmail.com. Meu pai consertava televisão, rádio o nome dele era Waldomiro e minha mãe Iolanda.

  27. Caro Juscelino :
    No início de 1956 mudamos de Belo Horizonte para
    São José do Rio Prêto.No interior sentí-me mais sôlto e aos poucos
    iniciava uma amizade forte entre eu e os garôtos que devagarinho
    começavam a juntar numa rua de terra perto de casa.
    Ocorre que um deputado construiu uma grande casa nesta mesma
    rua que foi a primeira a ser asfaltada nas imediações.Para desafeto
    dos ” nobres ” de lá não arredamos pé e pela característica adquirida
    fomos apelidados por outras turmas vizinhas e distantes de ” turma
    do asfaltinho “.Juntou-se à nós o filho do deputado,para mais um
    desgôsto da “nobreza “e trouxe para usarmos um uniforme de
    futebol com uma tarja prêta num fundo branco que eternizou o apelido
    da turma.Início puro que futuramente entraria nos “anos de chumbo “.
    Tente o e-mail : portodeideias@portodeideias.com.br

  28. Recado para Marcia de Cuiabá-MT
    Oi Marcia, li teus recados,mas não me lembro de vc.
    Eu só me lembro do Marcelo e do teu pai.
    Mas nunca mais os vi.
    Se vc tem orkut ou e-mail,mande pra mim
    que conversaremos melhor.
    Responda se puder.
    Obrigada.

    1. Oi Maria Marta. Entao vc lembra de meu pai, coitado, faleceu em 1981 por conta da bebida e o Marcelo esta bem, ele, a mulher e os 02 filhos possuem um restaurante no centro e trabalham muito. Eu estou com 53 anos, vim pra Cuiaba em 1977 quando ia completar 17 anos. Hoje, gracas a Deus aposentei pela Caixa Econ Federal, sou casada e tenho 02 filhos. Minha filha Ana tambem e bancaria. Meu filho e especial, e estou tendo todo o tempo para cuidar melhor dele e minha mae esta com mal de Parkinson e mora comigo. Meus professores foram a Aparecida Taliberti, Dr.Joao Perocco, D.Piida, e estudei com a Cassinha, filha dela que morreu, com a Soninha do Celeirinho, a Nei Romanelli (apelido de Maria Lucia), com a Raquel, a Ana Beatriz, mas como morava na Varzea, onde meus pais tinham venda, meus amigos eram mais os de infancia mesmo. Em abril deste ano passei 02 dias em Guaranesia e procurei pela Soninha e pela familia Romanelli, vi a Orminda e as meninas. Tenho muita saudade daquele tempo, dos desfiles, das festas na praça, do rio dos Villas, das fazendas que meu pai nos levava, e principalmente da escola e do ginasio Alice A.Dourado pois adorava estudar, tinha boas notas e otimos amigos. Sou sobrinha da Dilma Medeiros (apelido de Leia), da D.Maria Guimaraes(Nica) e prima da Hilda Guimaraes, que tem um pesqueiro em Guaranesia. Cuiaba e uma cidade que faz muito calor, mas nao e ruim pra viver. Nao sei se voce estudou nessa epoca ou se voce conhece mais alguem daquele tempo, mas em caso positivo gostaria de saber para tentar noticias deles. Se um dia tiver oportunidade de nos visitar e so entrar em contato fone 65-3661.7657 ou o E-Mail de minha filha gravado nesta publicaçao. Tudo de bom pra voce e ate o proximo contato.

  29. Boa noite!
    Benedito, entrei em contacto com a livraria Saraiva e me disseram que seu livro esta esgotado, e não podem fazer mais pedido.
    Tenho diversos amigos em livrarias e sebos de São Paulo, vamos ver se consigo encontrar.
    Desculpe perguntar, qual a tiragem e quantas edições a turma do asfaltinho teve?
    Benedito, mate minha curiosidade, por que Turma do Asfaltinho?

  30. Prezado Juscelino :
    É um prazer falar novamente com você.O livro é da
    Editôra Porto de Idéias ( São Paulo ) e o lançamento foi na Livraria
    Saraiva ( Shooping Center Rio Prêto ) mas até onde fui informado êles
    adquiriram exemplares da Editôra para espalhar por tôdas as filiais.
    Na família devemos ter fotos inerentes àquela época mas preciso
    verificar com os irmãos ( espalhados )mas estou certo de que algumas
    se perderam.Certo de nosso entrozamento,voltamos a nos comunicar.
    Vou procurar tais fotos : Benedito.

  31. Benedito A. Martins de Lacerda, estou interessado nesse livro, você tem mais exemplares? Como posso adquiri-lo?
    Aproveitando o ensejo, gostaria de saber se tem fotografias que retratam a cidade de Guaranésia entre os anos 58 a 63?

  32. Prezado Juscelino Costa :
    Saudações!
    O livro que escreví relata Guaranésia,a rigor,desde o
    início do século passado levando em conta não só do que participei mas também daquilo que ví e ouví.Nascí em 1948 e sempre,nas férias,íamos para
    lá e quando morávamos em São José do Rio Prêto,a partir de 1956,essa fase
    foi mais acentuada em minha vida.Tentei fazer uma colocação psicanalítica do garoto que era mas introduzindo no meio as aventuras que passei ficando uma ponte entre as duas cidades.O término da narrativa foi em 1965,o ápice,onde já adolescente havia experimentado a perseguição,desde antes de 1964, da polícia política da ditadura de direita que devastou o País e a vizinhança e que deixou sequelas desastrosas até nos dias de hoje.Estou aberto ao diálogo.

  33. Benedito A. Martins de Lacerda, este livro que você escreveu retrata Guaranésia em que época?
    Você poderia dar mais detalhes sobre êle?

  34. Dando uma olhada nas mensagens deparei com uma conversa de minha irmã
    ( Rosita ) com Lúcia Elena Coste.Invariavelmente nas férias íamos para a casa
    do meu avô/avó (Plínio/Mulata ) e na esquina morava a família Coste e se não
    estou enganado havia uma Lúcia Inês,um irmão João e um outro,talvez menor,
    que viviam a fazer ” papagaios ” e a empiná-los nas ruas.Eu só observava.
    Naquela rua íngreme com calçadas apropriadas andávamos de carrinho de
    “sebo”.Algumas destas passagens fazem parte de meu livro que prometi doar
    ao Museu assim que pudermos ( eu e minha irmã ) ir à Guaranésia e pretendo
    que seja breve.Admirava a coragem de um dêstes garotos quando saltava da
    ponte do rio que passava nas imediações da cidade.Lembranças : Benedito.

  35. Olá Lucia Elena!! Que bom que escreveu! Você está em Guaranésia? Você tem notícias da Zélida Cardoso, Rúbia Faiad e Neusa, filha da Belinha de Lorenzo? Tenho saudades imensas de Guaranésia. Pretendo voltar para rever a cidade e os amigos em breve! Beijos.

  36. Luiz Gonzaga Teixeira, também estudei na mesma classe do Gustavo Nardi, Lia, Maria Luiza, Jacy, Narcisio, durante os quatro anos do ensino primário, de 1959 á 1962.
    Minha primeira professora foi Dona Marta.

    1. Ola Juscelino eu estudei com esta turma no 1o ano, a professora era d. Marta Alves, acho que fomos colegas de classe. Nao tive mais contato com ninguem. entre no meu email e vamos matar a saudade, abraços

  37. fui aluno da dona marta alves, vera de marco, no quarto ano acho que era jarina. no terceiro não me lembro, meus colegas com certeza se lembram. colegas. quem poderia fazer uma lista completa?: barone, maria tereza e o irmão, não me lembro o nome, carmo rossetti, mara bolota, tinha uma menina que chorava muito mas não me lembro o nome, gustavo nardi, lia gonçalves dias, eunice, antonio roberto medeiros, orlando, jacy, narciso. mas não tenho certeza se todos eram da minha sala.

    1. Oi, jose carlos hoje por acaso li seu comentario e, me deu uma saudade louca do meu pai,o Miro Torres, já falecido. Realmente todos que provaram gostaram do famoso bauru do Miro.

      1. Olá Rosa Maria, saudações! Conheci seu pai, tive o privilégio de comer aqueles sanduíches maravilhosos que o seu pai fazia. Pelo jeito, vc deve ter um irmão que se chama Heleno. Tinha amizade com o filho menor, cujo nome não me recordo. Seu pai tinha um galo preto de briga, chamava-se “Pelé”. Joguei muito bilhar lá. Saudades daquela época maravilhosa. Hoje sou advogado e moro em São José do Rio Preto – SP.

  38. Maria do Rosário Basso Rios, sua descrição das lancheiras de couro e os lanches de pão com mortadela, exalando aquele cheirinho delicioso, fez despertar em mim lembranças já esquecidas.
    Acrescento que além do pão com mortadela levava na lancheira limonada, que minha mãe fazia com o maior carinho.
    Que tempinho maravilhoso, sou realmente um saudosista convicto, assumo e assino embaixo.

  39. Ola,boa noite,tb? Meu nome é Cemira,moro em Sãp Paulo,estou tentando achar algum familiar da minha mãe,mas esta dificil..rss..quando ela faleceu,ja fazia 40 anos que não via nenhum deles,nem eu conheçi,por isso estou tentando ver se encontro alguém,e procurando pela cidade achei seu blog,resolvi tentar a sorte..o nome da minha mãe é Aurea Dos Santos Carneiro,filha de Pedro dos Santos e Delmira Maria de Jesus,casada com Anisio Ignacio Carneiro,da mesma cidade,ele é filho de José Inacio Carneiro e Anna Rita de Jesus.Eu poderia tentar por algum programa de televisão,mas não gosto de me expor..rss..se puder ajudar ou obter alguma informção,desde ja fico lhe grata.Fique com Deus,aguardo ansiosa alguma resposta.

  40. Grupo Escolar Carvalho Brito, onde conclui meu ensino primário, Marta Ribeiro Alves, minha primeira professora, Fernandina e Jarina, diretora e professora, como poderia esquecer?
    Fiz a admissão em Guaranésia, depois mudei para Guaxupé, em seguida pra São Paulo, onde formei em Engenharia Elétrica no Mackensie.
    Fecho os olhos e parece que foi ontem, os meninos que entravam no primeiro ano ficavam separados dos maiores num local chamado gabirú, na hora do recreio.
    No dia da criança era uma festa, ganhavamos sorvete de palito, que delicia.
    Parabéns, continuem resgatando a nossa história.

  41. Retificando, sou prima da Hilda (hoje ela tem um pesqueiro em Guaranésia). Sobrinha da sua mãe Maria Guimarães (tia Nica). Sou sobrinha também da Dilma Medeiros, irmã da tia Nica, neta de Benevenuta Medeiros (vó Nutinha). Sinto saudade de tudo. Hoje tenho 49 anos, tenho 02 filhos e meu marido prometeu me levar em Guaranésia agora em outubro. Preciso rever a “Varge” onde morei de 1960 a 1976. Quero tentar rever locais e pessoas que conhecí.

  42. Ola a todos

    Minha avò e avós nasceram em Guaranésia:
    Maria Luiza Claro da Silva e João Claro tinha fazenda.
    Que souber alguma informação.

    Agradeço

    1. Sr Benedito Lacerations, meu nome e Cristina Castelar Navarro. Morei em Guaranesia de 1982 – 2003. Meus Avon paternos eram Pedro Castelar Lopez. Meu pai ainda mora em Guaranesia. Gostaria muito de let sobre a Guaranesia de a antes de eu nascer.

  43. Sou neto de Plinio Martins Pereira,moro em Votuporanga ( S.P. ),onde sou médico,e-x vice-prefeito.Minha avó era conhecida como D. Mulata.Apesar de ser o único dos irmãos que não é mineiro sinto-me quase tal.Passei muitas férias em Guaranésia e isso acrescentou muito em minha vida a ponto de ter escrito um livro que cita lembranças que vivi nestes períodos.É uma ponte entre Guaranésia e São José do Rio Prêto ( S.P. ).Nome: “A Turma do Asfaltinho” ( lembranças de uma infância marcada pelo TOC ).Pretendo visitar em breve êste pedaço de chão que também marcou meu coração.

    1. Prezado Benedito,
      Será um prazer recebe-lo em Guaranésia. Quando for, aproveite para conhecer de perto a Casa da Memória. O museu, o qual sou co-fundador. Sobre o seu livro “A turma do Asfaltinho” gostaríamos de ter um exemplar no museu, se possível.
      um grande abraço,
      prof. Ivan Soares David

  44. Minha avó nasceu e viveu em Guaranésia, não sei muito dela.
    Apenas sei que ela chamava-se Maria Martins. Sua mãe chamava-se Eugenia. E ela casou-se com Carlos Gonçalves dos Santos.
    Sei que é muito pouco os dados.
    Mas se alguem quizer fazer algum comentário. Estou a disposição.

  45. Nasci em Guaranésia em 1942. Sou neta do Coronel Plínio Martins, que era dono do cartório de registro de imóveis. Sou filha de Elza Martins e Irênio Amazonas de Lacerda. Não vou a Guaranésia desde 1966. Hoje, moro em São José do Rio Preto, estado de São Paulo e me senti emocionada ao ver as fotos da cidade onde eu nasci. Não reconheci muitas coisas por estarem diferentes da minha época. Ainda tenho parentes na cidade: Lucas Martins Filho, que é meu primo e Rúbia Alves Faiad, filha de Benvinda Alves Faiad e Waid Faiad, minha prima também. Tenho muitas saudades e gostaria de receber fotos e notícias da cidade. Abraço a todos. Rosita de Lacerda Bussada

    1. Rosita , sou lucia elena filha de João Coste. sua vizinha, isto é , de seus avós, apesar do tempo, não me esqueci dos biscoitos fritos feitos pela sua avò, que saudades…. bjs

  46. Caro Mauricio Minchillo,por onde você anda,ainda mora em Guaranésia,gostaria de ter novidades. seu colega de 5 série no Alice Autran Dourado em 1974. Edson F. Godoy

  47. QUE SAUDADE!!! ESTUDEI NO CARVALHO BRITO NO FINAL DA DÉCADA DE 4O E INICIO DE 50.A DIRETORA D. MARIA GUERRA, PROFESSORAS: MARTA RIBEIRO ALVES, ROMILDA PARDINI,GARDENIA, JARINA TAVARES E OUTRAS. POR ONDE ANDARÃO OS MEUS COLEGAS?
    HOJE RESIDO EM SANTO ANDRE, SOU PROFESSORA APOSENTADA. VISITO GUARANÉSIA A CADA TRÊS MESES,NÃO DEIXO DE VISITAR A´CASA DA MEMORIA.
    TENHO PARENTES E AMIGOS NA CIDADE. CAMINHO POR TODOS OS CANTOS, TENHO UM GRANDE AMOR POR ESSA TERRA!!!

  48. Caro, Mauricio Minchillo. lembra dos nossos tempos de colegio quando estudamos no Ginasio em l974 na 5 série,que bela turma naquele ano,a Juliana,Soraya,Cecilia,Dalmo,e os professores Dr.João Perocco,Dona Piida a Dona Dede,Eunice Bráz etc.ainda lembro de muitos,Caro Mauricio hoje resido em Paulinia SP prox.de Campinas não retornei mais a Guaranesia desde 1976 quando a estação foi desativada,saudades désta época ,mas ainda quero passear aí em Guaranesia,e rever os amigos.

    1. Edson estoy a procura das familias perdidas Franco de Godoy.
      Preciso saber se seu antepassado chava-se VALDOMIRO FRANCO DE GODOY fiquei sabendo por Rodolfo Franco de Godoy, irmão por parte de pai ( Joaquim Franco de Gpdoy) que ele foi morar em Cuiaba. Faça contato

  49. Edson Franco de Godoy… subíamos juntos pro Carvalho Brito nessa época!!! Eu Morava na esquina da churrascaria Régis e, como até hoje, me chamavam de Cuca. Onde vc anda,Edson? Professoras da nossa turma: Dona Zara Cardoso Nardi(1o ano), Dona Marisa Pardini (2o), Dona Aparecida Taliberti (3o) e Dona Zeza Minchillo de Freitas…

    E vc,Tuca (Maria do Carmo Basso)… nos encontramos esse dias mas já estou com saudades…

    1. Fiquei emocionada ao encontrar depoimentos de todos vocês. Estudei na mesma época com vocês. Me lembrei de você. Sou sobrinha da Hilda Guimarães Lopes. Morei em Guaranésia até final de 1976. Vim para Cuiabá/MT em Jan/77. Lembro bem da professora Taliberti, da D.Piída e Dr. João Perocco, da D.Déa (do Autran Dourado). Assim que aposentar pretendo ir em Guaranésia. Meu esposo e filha também vão comigo. Saudações.

      1. Bom dia MÁRCIA….sou filho da D. Dina que trabalhou muito tempo com a D.Déia, esposa do Dr. Luiz Ribeiro…..minha mãe está muito cansada e em nome dela gostaria de saber se a Sra. se lembra dela….se conheceu algum de seus irmãos ou conhece, se tem contato com os mesmos e se poderia me dar mais algumas informações que pudessem me ajudar a encontra-los.
        Meu nome é Carlos…..Morto em Franco da Rocha-sp e minha mãe está morando em Marilia-sp..o nome real dela é Valdevina Dias Carneiro, viúva de João Inácio Carneiro e ela trabalhou muitos anos na casa da D. Déiae do Dr, Luiz…que moram ao lado da Praça principal da igreja matriz de guaranésia…

        grato

  50. Sou filha de Manuela Ribeiro de Souza (Nina) e Alberto de Oliveira (Bertinho pedreiro), estudei no Grupo Escolar Carvalho Brito, se tiver algum colega ou parente entre em contato no orkut. Jocelem O. Miguel Americana… abraços…………….

      1. oi, sou neto de Wilson Franco de Godoy, filho de Waldomiro! gostaria de saber quais informações importantes da família vc têm, fico no aguardo!

  51. Eu Edson F Godoy estudei no arvalho brito em 1972 e 1973 minhas professoras foram D.Aurea Lopes e D.Cristina Minchillo eu morava na estacao meu pai era o Chefe da Estacao Sr.Wilson morei em Guaranesia ate o fim de 1976

    1. Edson, sou Marcia, nasci em Guaranesia em 1960 e vim pra Cuiaba em janeiro de 1977. Nao sei se voce lembra,mas meu pai era o Sebastiao Medeiros, apelido de TRAIA (acho que era porque bebia muito), e teve uma epoca que abriu uma venda quase em frente a estaçao na esquina, e meu irmao Marcelo que cuidava, antes de ir trabalhar no comercio do Sr. Miguel Moreno. Eu sei que quase todos os dias eu ia na estaçao, morava na Varzea, minhas irmas sao Eunice, Eloisa e Neuza. Talvez seus pais nos conheçam. Hoje, graças a Deus estamos bem, mas meu pai, infelizmente faleceu em 1981 por conta da bebida mesmo. Como passei minha infancia toda em Guaranesia e parte da adolescencia, lembro de muita coisa, com carinho, por mais dificuldades que tenhamos passado. A vida era diferente. Esta com 01 ano que aposentei pela Caixa Econ Federal, tenho uma filha que tambem e bancaria e um filho de 29 anos que e especial. Agora tenho tempo para cuidar melhor dele. Estudei com a Soninha do Celeirinho, a Fatima Ruiz, a Maria Lucia (Nei) Romanelli, a Raquel, a Ana Beatriz, a Cristina, a Regina, acho que tambem Luiz Magri, mas meus amigos de mais perto foram os de infancia na Varzea. Tudo de bom pra voce e ate o proximo contato.

  52. QUE SAUDADES DE QUANDO ESTUDAVA NO CARVALHO BRITO.
    TEMPOS BOM ,AINDA BEM QUE ALGUEM PRESERVA AS BELEZAS DE GUARANESIA.QUEM VE GUARANESIA HOJE NEM ACREDITA QUE ELA JA FOI CONHECIDA DE PRINSESINHA DO SUL DE MINAS

  53. NOSSAA FALAR DO GRUPO ESCOLAR CARVALHO DE BRITO E , É MEMORIZAR ENTRE TANTOS TREIS PROFESSORES QUE MARCARAM MINHA VIDA COM TANTO AMOR ; MARIA PIGNATÁRIO, DIVA CORREA E DNA ZIZI ROSSETE SEM CONTR A VONTADE QUE TENHO HOJE DAQUELE SOPÃO BHOS A TODOS

  54. Emoção imensa! Chego a sentir o cheiro do sanduíche de pão com mortadela, comprado na padaria do Seu Archimedes, rua Santa Bárbara, exatamente nos fundos do “Carvalho Brito”. Nas tardes de verão, esse cheiro, misturado ao cheiro das lancheiras de couro cru, exalava pelas portas das salas de aula, fazendo com que a fome apertasse e a tão esperada hora do recreio custasse a chegar…
    O resgate de nossa estória… Belo trabalho! Parabéns! Sucesso.
    Um abraço, Zaia.

    1. Nasci em Mococa mas durante 6 adoráveis anos estudei
      no Grupo Escolar Carvalho Brito. Meu pai era responsável
      pelo Laticínios Mococa em frente ao Posto de Gasolina do
      Sr. Antonio Romanelli. Morei na esquina em frente a Pada
      ria do Sr. Archimedes. Não saia de lá, diariamente comia
      doces deliciosos.
      Saudades.
      José Carlos Lopes
      j.cl@terra.com. br a

    1. Oi tuca vc lembra de mim? sou a Angela que trabalhou com vc na destilaria que morava em frente a praça de esporte
      quanto tempo estou com muita saudade de vc
      entre em contato comigo pra relembrarmos o nosso passado.

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s