Guaranesianos em destaque

Página

Guaranésianos de destaque e de sucesso!

Aqueles que se destacaram no Brasil e no exterior! Nos tempos atuais e antigamente.

Vale conferir!


Conheça
Roberto Stanganelli: Mineiro de Guaranésia, Roberto Stanganelli vive na Capital Paulista desde os 12 anos de idade. Além de um acervo de mais de 2000 composições, muitas das quais ainda inéditas, também é autor de diversos livros de Mensagens Otimistas e Pensamento Positivo, além de ser Produtor Fonográfico de diversas excelentes gravações desde a década de 1950, algumas das quais relançadas em CD pela Brasis e distribuídas pela Movieplay. Conheça um pouquinho do trabalho desse excelente compositor, cujo resumo biográfico se encontra na página dedicada aos Compositores e Poetas da Música Caipira Raiz.

stanganelli

Roberto Stanganelli

Esse notável Acordeonista, Compositor, Escritor e Produtor Fonográfico nasceu em Guaranésia-MG no dia 24/02/1931. Filho de Maria Vitória Villan Stanganelli e Pedro Stanganelli, Roberto foi o décimo-quarto dos quinze filhos do casal.

Roberto contava apenas 12 anos de idade e sua mãe, que era parteira, havia viajado para São Paulo-SP para assistir o parto de seu neto, que era filho de um dos 15 filhos do casal e que já morava há algum tempo na Capital Paulista.

Foi quando Roberto decidiu trocar sua Guaranésia natal pela Paulicéia Desvairada, movido por sua paixão musical. Estudou Acordeon no Conservatório Musical Brasileiro e começou também a despertar sua “veia” de Compositor. E, no início da carreira, era conhecido carinhosamente como Rob Stan.

E foi entre 13 e 14 anos de idade que Roberto Stanganelli abraçou a Doutrina Espírita, inspirado pelo respeitadíssimo Médium Chico Xavier, por quem sempre teve profunda admiração. Desde o período da adolescência, Roberto já cultivava uma atitude sempre positiva e encarava a vida de uma forma otimista. E esse modo de pensar Roberto escreveu em diversos livros de Mensagens Otimistas e Pensamentos Positivos.

Como exemplos de livros edificantes escritos por Roberto Stanganelli, podemos citar “A Bíblia Do Otimismo” (Editora Tríade – ISBN – 146881), “Coragem Para viver” (Edições Culturama) e “De Vencido A Vencedor” (Editora Ícone), apenas para citar alguns.

“De Vencido A Vencedor” foi por sinal o seu primeiro livro publicado. Tendo de início o nome “E A Vida Continua”, o livro teve seu nome modificado para o nome pelo qual o conhecemos atualmente, por sugestão de seu amigo, o compositor Diogo Mulero, o Palmeira.

Como Compositor e Solista de Acordeon, Roberto Stanganelli estreou em disco na década de 1950, com “Coração de Criança” (Roberto Stanganelli) e “Princesa Isabel” (Roberto Stanganelli), um 78 RPM gravado pela CID. Além de suas primeiras interpretações, foram também suas primeiras composições gravadas. Leia mais (clique)

——XXXXXX——-

Dr. Antonio Delorenzo Neto

Prefeito Delorenzo Neto e equipe

Prefeito Delorenzo Neto e equipe

Dr. Antônio Delorenzo Neto é considerado um dos filhos mais Ilustres de Guaranésia.

Prof. Dr. Antônio Delorenzo Neto, nasceu em Guaranésia no 07 de Setembro de 1918, filho de Roque Delorenzo e D. Dolores Pereira Dias Delorenzo. Os Três primeiros anos do curso primário foram ministrados em casa por sua madrasta D. Ítala Sinisgalli Delorenzo, que era graduada em farmacologia, o último ano estudou na Escola Particular de D. Jarina e Fernandina Tavares Paes. O curso secundário foi feito no Internato Liceu de Muzambinho. Continuou os estudos em São Paulo. Dos 18 aos 20 anos cursou medicina na USP, abandonando o curso assim que entrou no curso de Direito do Largo de São Francisco (USP). Aos 27 anos foi eleito Prefeito de Guaranésia, sendo o Prefeito mais novo do Brasil, de 1946 a 1950.

Quando Prefeito fez o seguinte por Guaranésia:

Pavimentou as ruas com paralelepípedos; Construiu o prédio de Puericultura; Fez o saneamento básico na cidade (água e esgoto); Construiu escolas rurais; e foi o 1.º Prefeito a fazer a Codificação e Planificação do Município de Guaranésia.

Prof. Dr. Antônio Delorenzo Neto é considerado um dos maiores municipalistas do país.

Aos 30 anos ganhou uma bolsa de estudos do Governo Francês para fazer o curso de Pós-Graduação na Universidade de Paris. Sua especialização era Direito Internacional;

Na época foi convidado pelos mestres a participar de um congresso de Municípios em Haya (Holanda), sendo o Congresso presidido pela Rainha Juliana. Nesta data comemorava-se o centenário de Ruy Barbosa, “O Águia de Haya”, e Dr. Antônio Delorenzo Neto foi convidado a sentar-se na cadeira do grande Jurista. Discursou em francês em homenagem ao ilustre brasileiro.

Terminado seu mandato, passou a residir e trabalhar em São Paulo, onde foi professor da Escola de Sociologia e Política de São Paulo e diretor por 2 gestões.

Trabalhou nas seguintes instituições educacionais:

faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas de São José dos Campos (onde foi Diretor);

Faculdade de Jornalismo Casper Líbero;

Colégio Rio Branco;

Foi membro do Conselho Universitário da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, eleito pela Faculdade de Jornalismo “Casper Líbero”;

Foi professor Regente da Cátedra de Ciência Política, da Universidade Estadual de Campinas;

Criou a Faculdade Municipal de Ciências Econômicas e Administrativas de Osasco (Diretor);

Participou do Conselho Estadual de Educação do Estado de São Paulo, como membro da Câmara do Ensino Superior;

Foi catedrático da UNESP, onde se aposentou aos 70 anos de idade;

Escreveu entre livros e artigos científicos 170 obras;

Fez a codificação municipal de mais ou menos 50 municípios brasileiros inclusive muitas capitais;

Participou de vários congressos Nacionais e Internacionais de Municipalismo;

Fez pesquisas e conferências em 42 países;

Elaborou projetos de melhoria social, educacional e econômica para Guaranésia, projetos que não foram aproveitados pelos prefeitos que o sucederam.

Lista de Livros do Dr. Antônio Delorenzo Neto:

> Clique

——XXXXXXX——–

Dr. Alcino Lázaro da Silva

Nasceu em Guaranésia (MG), em 1936. Graduado em medicina (1959) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem especialização em medicina (1968), doutorado em cirurgia (1966) e pós-doutorado (1975) pela mesma Universidade. Professor titular de cirurgia do aparelho digestivo da UFMG. Tem experiência na área de medicina, com ênfase em cirurgia geral e digestiva Foi diretor do Hospital de Oncologia; cirurgião do hospital das clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, plantonista do mesmo hospital, diretor da Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia e presidente da Fundação de Pesquisa e Ensino em Cirurgia. Diretor do Hospital Borges da Costa, vice-diretor da Faculdade de Medicina da UFMG e coordenador da pós-graduação em cirurgia.

É membro da Academia Mineira de Medicina, titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, do Colégio Americano de Cirurgiões, do Internacional de Cirurgiões e do Internacional de Cirurgia Digestiva. Lázaro da Silva é ainda titular da Sociedade Brasileira de Oncologia. Professor honoris causa da Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia, de Vitória, e da Universidade do Vale do Sapucaí.

——XXXXX—–

Alberto José Alves, Alberto Alves Filho e Alcino Ribeiro de Lima

A história da fundação do Museu de Arte de São Paulo em 1947, resultado de uma decisão de Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello , está fartamente documentada em várias publicações. Ao longo dos quase sessenta anos do museu muito se escreveu sobre a formação da coleção, sobretudo por Pietro Maria Bardi , à frente da instituição como diretor por quase cinqüenta anos, fato provavelmente inédito no mundo dos museus, e também pela circunstância de ter sido ele aliado de Assis Chateaubriand na empreitada.

As esculturas em bronze do MASP

Alberto José Alves e Alberto Alves Filho, com Alcino Ribeiro de Lima , foram os doadores ao MASP da coleção de 73 esculturas em bronze de autoria de Edgar Degas, incluindo A pequena bailarina de catorze anos.

Em documento manuscrito da contabilidade do museu, folha 169, de 31 de janeiro de 1954 há referência à remessa feita em 7 de novembro de 1951, por intermédio do Banco do Brasil à ordem de The Hannover Bank de Nova York, de 25.000 dólares ao câmbio de 18,72 cruzeiros para pagamento de esculturas de Degas. Com as despesas de impostos, selos, comissão etc., o valor atingia 493.914 cruzeiros. Na mesma página consta outra remessa, de 18 de janeiro de 1952, também pelo Banco do Brasil para o Guaranty Trust Co of New York a favor do Swiss Bank, a crédito de Marlborough Fine Art Ltd, de 31.000 dólares também para o pagamento de bronzes de Degas e, nesse caso, com as despesas inclusas a soma foi de 629.824,60 cruzeiros.

As esculturas foram adquiridas na Marlborough Gallery, em Londres, e entraram para o acervo em 27 de julho de 1954. No dia 18 daquele mês O Jornal, principal jornal de Chateaubriand no Rio de Janeiro, anunciava a apresentação das obras para a sociedade carioca no Palácio do Itamaraty, na antiga capital federal, fato que foi amplamente registrado. E a partir de 1o de agosto os jornais de São Paulo noticiaram que elas já estavam expostas para o público do MASP.

Banqueiro, amigo de Chateaubriand.
Alberto José Alves nasceu em Alfenas, Minas Gerais, em 1881 e começou a vida como advogado. Empreendedor, fundou uma fábrica de tecidos em Guaranésia, e em 1950 assumiu com os filhos e enteados (sua mulher, Margarida Ribeiro Alves, era viúva e já tinha filhos) o controle da tradicional loja de departamentos Mappin, em São Paulo (hoje extinta) que foi administrada de 1950 a 1982 por seu filho mais novo, Alberto Alves Filho (Guaranésia, 1913- São Paulo, 1982), também doador dos bronzes. Um dos enteados de Alberto José Alves era Alcino Ribeiro de Lima, o terceiro doador das esculturas de Degas.  obs.: Para saber mais consulte o site Cores Primárias

5 comentários sobre “Guaranesianos em destaque

  1. lucia elena coste

    Tive a honra de conhecê – lo pessoalmente, sendo meu vizinho em companhia de sua esposa Roseli. Pessoas maravilhosas que sempre se preocuparam com o futuro dos nossos jovens e de nossa cidade. Foi um privilégio para nossa familia tê-los como amigos.Até hoje sinto muitas saudades destes nossos amigos…..

  2. luiz gonzaga teixeira

    O professor Antônio Delorenzo Neto teve bastante influência na minha vida acadêmica. Foi o meu primeiro contato, ele me aconselhou a ler Mannheim e a estudar utopia. depois frequentei a Faculdade de Ciência Política em São Paulo, onde preparei o meu primeiro livro. o seu roque foi um dos meus grandes ídolos da infância. ele passava na frente da minha casa conduzindo gado, de bota, espora, chapéu.

  3. Severino Martins de Araújo

    Por muitos anos tive a honra de conhecer o prof.Dr. Antonio Delorenzo Neto. Até meados de 2006 tive conhecimento de que ele estava infermo. E nunca mais soube a respeito do ilustre cidadão, razão pela qual gostaria muito em saber como está de saúde.

    • Sergio Guerra

      Severino, e família Says Sou cunhado do Dr
      Antonio Delorenzo quero informa-lo o passamento dele em 07/07/2015 aos 96 anos de idade Sua esposa Roseli Vive conosco em São Paulo Bairro de Pinheiros

  4. Joracy Magalhães Jardim

    Com muita alegria pude ler informações sôbre a vida do Prof. Antonio Delorenzo Neto de quem fui aluno e admirador quando frequentei o curso de Ciências Econômicas na Faculdade Municipal de Ciências Econômicas e Administrativas de Osasco fundada por ele.
    Homem brilhante, grande orador, dinâmico, incentivador e motivador da carreira universitária.
    Conviver com homem do quilate e da grandeza moral do Prof. Delorenzo foi para minha formação um enorme privilégio.

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s