Família Minchillo

Página

Josefina Mi

Geraldo Minchillo ( em pé à esquerda) - Filho de Nicolau Minchillo e Berlarmina Minchillo - Carlos Minchillo de Lima - Neto de Nicolau Minchillo e Berlarmina Minchillo - Ivany Minchillo de Lima (no fundo) - Neta de Nicolau Minchillo e Berlarmina Minchillo - Oswaldo Minchillo de Lima (ao centro) - Neto do Nicolau Minchillo e Berlarmina Minchillo - Belarmina Minchillo (ao fundo, em baixo do x) - Esposa do Nicolau Minchillo - Rita Minchillo de Lima ( criança a frente) - Neta de Nicolau Minchillo e Berlarmina Minchillo - Orivaldo Minchillo de Lima (à direita) - Neto de Nicolau Minchillo e Berlarmina Minchillo

Josefina Minchillo & Filhos (foto de 1946)

Nicolau Minchillo (em pé) - Joana Minchillo Gonçalves (sentada) - Neta de Nicolau Minchillo e Berlamina Minchilo, Filha de Sebastiana e João Gonçalves - Sebastiana Minchillo Gonçalves (no centro) - Filha de Nicolau Minchillo e Berlamina Minchillo - João Gonçalves (sentado) - Genro de Nicolau Minchillo e Berlamina Minchillo

Afonso Minchillo (esquerda) - Irmão de Nicolau Minchillo - João Minchillo (centro) - Sobrinho de Nicolau Minchillo e Filho do Afonso Minchillo - Nicolau Minchillo (direita)

Venda do Alto do Minchillo 1908

Venda do Alto do Minchillo, 1908

filhos de Luidgi Carmini Minchillo (Luis Minchillo)

Filhos de Luidgi Carmini Minchillo (Luis Minchillo)

Casamento Domingos Minchillo e Thedolinda Adelaide Lopes Minchillo - D. Dedé

Casamento Domingos Minchillo e Thedolinda Adelaide Lopes Minchillo - D. Dedé

55 comentários sobre “Família Minchillo

  1. Olá, Minchillos! 🙂
    Meu nome é Marcelo, sou de Poá – SP e estou buscando informações e certidões do Nicolau Minchillo, para requerimento da minha cidadania italiana. Ele era pai da minha bisavó Michelina Minchillo.
    Já consegui toda a documentação dela. Mas do Nicolau, além das pistas que vi aqui, descobri que no consulado italiano de BH há o registro de um tal Nicolino Alesandro Minchillo, nascido em 1867. Porém se recusaram a me dar mais informações, alegando sigilo das leis italianas. Seria a mesma pessoa, ou não?
    Alguém teria mais pistas ou informações, por exemplo de onde ele possa ter falecido para que eu possa buscar a certidão de óbito na cidade certa? Estou fazendo uma busca e nos cartórios de Guaranésia e Bom Jesus da Penha não há nenhum registro, pelo menos entre 1900 e 1950. No consulado de SP também não há nada dele, e curiosamente há o registro de um Nicolau Minchillo nascido na década de 1950.
    Caso seja interessante para o site ou qualquer um da família, posso compartilhar as certidões e uma foto da Michelina que consegui com uma tia, além das de dona Clarisse e Carmelicia (filhas de Michelina, netas de Nicolau)
    Agradeço a atenção e deixo um grande abraço a todos!!!!

    • HELOIZA DA COSTA CESAR SANTOS

      Oi Marcelo, poderia me passar as fotos que tem da Vó Clarice? Meu email: heloiza.costa@gmail.com

      Busquei algumas informações sobre a cidadania também, mas as informações que consegui são de que não teríamos direito visto que nosso ascendente italiano é mulher e nasceu antes das mulheres serem consideradas cidadãs italianas.

  2. Patrícia Silva

    Minha avó: Clarice Gonçalves da Costa, era filha de Luiz Gonçalves dos Santos e de Miquelina Minchillo… ela relatou ser neta de Nicolau e Berlarmina.

    • Eduardo Paulino

      Olá Patrícia.
      Tudo bem?
      Então somos parentes rsrs
      Minha avó era neta do Nicolau(Nicolino) e da Belarmina.
      Estou montando a árvore da família, mas tenho poucas informações.
      Att
      Eduardo Paulino

    • Oi Patrícia! Minha avó, Carmelicia, era irmã da sua avó Clarisse. Tenho algumas fotos delas juntas. Por favor entre em contato se tiver infirmações de Nicolau Minchillo, estou procurando para requerer minha cidadania italiana.

    • Nair dos Reis Moreira

      Avs paterno=Jos Francisco Dos Reis e Maria Luiza Do Nascimento Avs materno= Bernardo Santolin e Maria Peroco Santolin minha av materna era irm da dona da fabrica de macarro.Acho q meu pai trabalhou p seu pai =Dr Domingos;;; meu pai se chamava Joo Francisco Dos Reis ,com certeza vc no o conheceu ,ele morreu mt novo . Obrigada

      Date: Tue, 26 Nov 2013 09:48:06 +0000 To: nair_reismoreira@hotmail.com

  3. Marcia

    Gente do céu, nem acredito, mas que maravilha, vi a foto da D.Dede, minha professora de história em Guaranesia. Estudei no Carvalho Brito e Alice A. Dourado entre 1967 a 1977, sai para fazer o segundo ano do Magistério em Cuiabá, em Janeiro/77. Me lembro com carinho dessa época e ter ainda mais certeza do quanto o estudo em Guaranesia era bom e em Cuiabá muito fraco quando vim pra cá. Tempos bons, povo especial que nunca mais esqueço. Tenho carinho pela familia do sr.Joaninho Minchillo, pois quando éramos crianças meus pais foram morar numa roca que inclusive a saida passava na porta do comercio dele, e, por muitas vezes compravam doces feitos por minha mãe que com três crianças pequenas e doentes, fazia para trocar por mercadorias, uma vez que meu pai bebia e nos deixavam sozinhos e sem nada pra comer. Uma vez o Sr.Joaninho favor, D.Jorgina, nao quero mais comprar doces mas a Sra. Pode levar as mercadorias que precisar, a Sra.vende no bar do Didico e nos paga depois. Minha mãe conta que nao ficou devendo nada dos fiados, e eles nos ajudaram muito, minha mãe os adora. Hoje, graças a Deus sou aposentada pela Caixa Econ.Federal e lembro de tudo que passamos em Guaranesia, e mesmo diante das dificuldades e impossível nao sentir saudades e carinho pelas pessoas e pela cidade. SAUDAÇÕES, Marcia.

      • Então, Maurício, sei que já faz muito tempo e que talvez ela não se lembre mais de mim, mas assim que possível irei visitá-la. Estive em abril deste ano em Guaranésia, mas fiquei um pouco acanhada em procurar pelas pessoas tão queridas e inesquecíveis. Fiquei somente por 02 dias na casa da tia Dilma Medeiros, que o pessoal chama de Léia. Ela mora em frente a casa do Dr. Marcelo. Visitei o Mathias do Sr. Miguel Moreno que está doente, e o pai dele havia sido patrão do meu irmão. Aquí em Cuiabá é bom pra pesca, peixes como Pintado, Pacú, Peraputanga, Piau, Jaú, e muitos outros. Se um dia vocês quizerem vir pra Mato Grosso, os receberemos com gosto, e meu marido é bem hospitaleiro e ficará feliz. Todo ano ele faz uma pescaria entre amigos por uma semana. E sempre que pode vai pra beira do rio. Grata pela resposta e até o próximo contato.

    • Os pais do Luiz (dos 3, então) estão aí na sexta linha desse texto:

      Luiz se chamava Luidge (Luigino)Carmini Minchillo e existe aqui em Guaranésia MG o passaporte dele.

      Copio aqui parte da àrvore do Adalberto, filho de Luiz(Luidge):

      Avós do Vovô Adalberto Minchillo(1903-1998):
      -Giuseppe Minchillo e Giovannina De Nigris (Joanina)
      -Andrea Minchillo e Manuela Calviti Fávero Callegari

      Pais do Vovô Adalberto:
      -Luigino C.Minchillo e Giuseppina Minchillo (eram primos)
      (vô Luiz – n. 06/09/1874) ( vó Pipina – n. 1878)

      Irmãos de Adalberto Minchillo: Ítalo, Adalberto, Zulmira (Oronda), Lília, VirgÍlio e Rosário. (todos falecidos).

      Filhos de Adalberto Minchillo e Amélia Perocco Minchillo: Dilva, Luiz Gonzaga, Fábio, Adalberto, Domingos, Josefina e José Roberto.

  4. Orlando

    O atual prefeito João Carlos Minchilo foi meu amigo de infância, pois estudamos juntos no Grupo Escolar Carvalho Brito. Sou o Orlando Ciuffi Filho e tinha o apelido de polarzinho e depois de sair daí há quase 60 anos e nunca mais ter regressado estou mandando um forte abraço não só a todos os dos meu tempo, como a toda a nova geração que ai vive. Tenho realmente muita saudade de Guaranésia onde vivi minha infância e parte da adolescência.
    Abraços a todos os Guaranesianos..

  5. maria da Glória Minguili

    Alô familia Minchillo residente em Minas Gerais:
    Eu sou Maria da Glória Minguili, neta de Antonio Minguili e bisneta de Vicenzo Minchillo (falecido na Itália). A tradução de Minchillo para MINGUILI aconteceu durante a vinda para o Brasil. No entato, na Itália, o nosso sobrenome é MINCHILLO. Nossa família é de Carlantino, provincia de Foggia, região de Pulia.
    Meu avô e família vieram para Santos, S. Paulo e se estabeleceram em S. Manoel (SP) para a construção de casas de colonos numa grande fazenda. Meu pai nasceu no Brasil: Vicente Juliano Minguili. Casou-se com Marina Martini e fixou residência em Pederneiras, (região de Bauru, interior do Estado de S. Paulo). Meu irmão, Fernando Antônio, também foi prefeito de nosso município…
    Será que somos parentes? Ou apenas coincidência de sobrenome?
    Abraços, Maria da Glória.

      • Esther Sarli

        Alô família Minchillo de Guaranésia. Eu também sou da família Minchillo Sou Esther Minguille Sarli.. Minha mãe se chamava Eulália Minguille Sarli. Ela era filha de Donato Antonio Minchillo de Carlantino – província de Foggia -Itália. Eu Já estive duas vezes lá visitando nossos parentes. Será que somos da mesma família?

  6. Eduardo

    Oi Adriana
    Tudo bem?
    Então, essas informações eu consegui no site da Hospedaria dos Imigrantes aqui de SP. O site mudou e o local para consultas também, o novo local é no Arquivo do Estado de São Paulo.
    Como você disse que tem o passaporte, lá você encontrará as mesmas informações que contém nele. Pode ser que tenha algum detalhe ou outro.
    Qualquer coisa estou a disposição.
    Um Grande Abraço

  7. Adriana Minchillo

    Olá Eduardo,
    desculpe ter demorado tanto para ver a sua resposta e muito obrigada… Cesare é meu tio, Giovanni meu nono, Ida Rosalinda minha nona e Lucia minha tia, meu pai Giuseppe Minchillo veio antes em 07 de agosto de 1953 o pouco que sei está só em seu passaporte… se você souber mais alguma coisa eu ficaria muito feliz, novamente obrigada, obrigada, obrigada
    Adriana

  8. Maria Firbida Milena Lopes

    Que felicidade poder entrar em contato com o ¨meu passado¨
    Qualquer noticia, foto, ou perguntas sobre a minha época , pode escrever que se eu lembrar com todo prazer em responder.
    Sou Maria , hoje com 89 anos,filha de José Maria Firbida e Francisca Milena Abril , nasci em 1922 e conheci muitas famílias de Guranésia.Me casei aí e saí em 1941.
    Famílias:
    Lopes, Meda,Tissei,Solai,Robles,Minhaca,Barleto,Marangoni,Dean,João Vitor dos Santos , Minchillo e muitas outras.
    Moro em Jundiai agora e sinto enorme saudades dessa terra tão linda.
    Por favor me mande notícias das pessoas dessa época.Aguardo anciosamente.
    Obrigada.
    Maria

  9. Lara Lellis N. Minchiilo Lopes

    Muito legal! Adorei as fotos. É bom saber que se preserva pela memória dos antepassados que tanto fizeram por nós! Eduardo, a família Minchillo veio para o Brasil por volta de 1900. Anos após, outra parte dela veio, trazendo os irmãos dos que aqui moravam, incluindo João Minchillo que está quarta foto. A família veio de Pescopennataro, uma vila de atuais 400 habitantes localizada na região de Molise, Itália, próxima à Campobasso. Pelo menos é o que conta a minha avó..
    Além disso, parece que alguns familiares foram até lá mas receberam a informação que a família Minchillo migrou para outra cidade.
    Brava gente italiana! Sempre a procura de uma vida melhor.. Hahaha
    Até mais 🙂

  10. Fernando Schultz

    Pessoal, estou tentando entrar em contato com Minchillo (se não me engano, João), que estudou na Economia da Unicamp entre 1987 e 1990. A nossa turma programou uma confraternização de 20 anos de formatura e não temos contato com ele. Podem ajudar, por favor? Grato. Fernando

  11. Adriana Minchillo

    Sou uma Minchillo, meu pai veio da Itália de Campobasso e nao tenho muita informação sobre o meu sobrenome, gostaria de saber mais.

    Atenciosamente
    Adriana Minchillo

    • Eduardo

      Oi Adriana
      Tudo bem?
      Pelo que eu sei chegaram uns Minchillos no Brasil em 1956, são eles: Cesare, Giovanni, Ida Rosalinda e Lucia. No caso meu trisavô Nicolau deixou uma filha na Itália, a familia perdeu o contato após a guerra. Quiçá seu pai pode ater ser algum parente nosso.
      Abraços

      • Adriana Minchillo

        Oi Eduardo são todos meus parentes respectivamente: tio, vô,vó e tia que vieram 2 anos depois da chegada de meu pai Guiseppe Minchillo. Nicolau seria avô do meu pai?

      • drikamin@ymail.com

        Sou de São Paulo no Centro, vou olhar o site das prefeituras e quem sabe não acho um parente e me mudo de SP, aqui é loucura D+

  12. sandra maria cardoso

    adorei a reportagem com o toninho parizi queiroz , êle sabe tudo sôbre a minha terra do coração ( nasci em guaxupé ) Morei em guaranésia por 12 anos , dos 3 aos 15 anos ,foi um tempo maravilhoso !!! Tenho muitas saudades da cidade , dos amigos das escolas , cida queiróz minha amiga !!! Guaranésia o melhor lugar do mundo !!!

    • Mauricio Minchillo

      Oi Henrique… sou bisneto da Josephina Minchillo (Vó Pepina), a que veio da Itália em 1898… de Pescopenataro, mulher do Luidgi Carmini Minchillo (Luiz Minchillo no Brasil), onde vc mora? Tenho uma tia Josefina também, neta da primeira…
      Estou aqui em Guaranésia, onde ela viveu a maior parte da vida. Morreu pouco antes de meu nascimento, em 1961 se não estou enganado…

  13. Eduardo

    Boa Noite
    Tenho algumas fotos do meu trisavô Nicolau Minchillo (Nicolino Minchillo) que era irmão de Luis e Afonso Minchillo. Caso tenha interesse entre em contato comigo que eu passarei as imagens.
    Um Grande Abraço

  14. William Horst Richter

    Antonio Porto, meu tio avô, filho de Luigi Porco ( Luiz Porto) e Maria Antonia da Silva:
    (*7 Out 1906, + 13 Ago 1950), alem da esposa faleceu sua filha Neide Porto.

  15. YVANY DIAS VILA

    Me lembro que D. Josefina Minchillo era conhecida por Minchilla…
    Minchilla passou a ser ponto de referência… as pessoas diziam: na
    subida da Minchilla, na descida da Minchilla e assim por diante…
    exemplo: O acidente que vitimou Tonico Porto e sua esposa em 13/08/50…foi na descida da Minchilla…

  16. Mauricio Minchillo

    Das três fotos acima:

    Foto 1, brindando, à esquerda, Luiz Minchillo que morreu em 1910 com a mulher Josephina (vó Pepina), meus bisavós por parte do pai de meu pai… pais do vô Adalberto Minchillo que nasceu em 1903. Na foto as crianças pequenas são, da esquerda pra direita: Lilian, Oronda, Ítalo e Adalberto. Rosário está no colo da mãe.

    Foto 2 tem mais ou menos uns 101 anos: Ítalo(+1962), Rosário(+1998) e Adalberto(*1903+1998) e, na frente, Oronda e Lilian.

    Foto 3: janeiro de 1962, da esquerda pra dir.: Domingos(*1938+1987), Dedé, Amélia Perocco Minchillo (+1974) e Adalberto Minchillo, pais dele.

    Ivan, abraço! Gostei muito de ver essas fotos aí…

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s