101 comentários em “Fazenda Onça

  1. Pessoal, Estou a procura da origem de meus avós e bisavós. Cheguei até este site por intermédio de informações coletadas aqui e ali. Meu avô Arlindo Montanini e avó Maria Catalani, moraram em Arcerburgo (4 tios meus nasceram lá) antes de se mudarem para o Paraná. Meus bisavós Luigi Montagnini e Argia Fabri eu não tenho registro.Os nomes dos irmão de meu avô Arlindo: Arcidio, Aneta, Ofelia e Artiquiano Caso alguem saiba de algo eu agradeço imensamente.

  2. Meu avo, Afonso Montagnini Nasceu na Fazenda da Onça, filho de Fulvio Montagnini (nascido em Bergantino, provincia de Rovigo) e Malvina Rossi (nascida em Massa Superiore que hoje se chama Castelmassa, provincia de Rovigo. Meu pai Domingos Montagnini e alguns irmaos mais velhos nasceram na Fazenda, os mais novos no Parana, Cornelio Procopio, California, onde eu nasci também.
    Conheci a Fazenda e alguns em Mone Santo. Onde nasceu minha vò Arminda Paulino Bastos.
    Morei 21 anos em Milao na Italia, onde trabalhei no Consulado-Geral do Brasil em Milao.
    Em Bergantino tem o Luigi Montagnini que montou um “Albero Genealogioco” (arvore genealogica) dos Montagnini à partir de 1.300. se quiserem informaçoes, meu facebook é: Val Montagnini. WhatsApp: 041 8507-0531. Nao tenho interesse nenhum financeiro, somente contar as minhas experiencias na Italia e na Provincia onde nasceram os Montagnini. Abraços. Valcemir Montagnini.

    1. Ola Valcemir…peli visto somos parentes.
      O seu bisavo, Fulvio Montagnini, era o irmao mais velho do meu bisavo …o Amadio Montagnini (aqui no Brasil o nome passou para Amadeu – conforme certidao de nascimento do meu avo). O nome deste era luiz Montagnini.
      Meu pai Claudomiro Montagnini (já falecido) é o filho mais velho de Luiz Montagnini. Ah!! Tenho interesse sim na árvore genealógica e, em saber o que fez Luigi e sua esposa Maria, virem para o Brasil!! Vou tentar te cobtatar pir whats…ok?! Um abraço

      1. Essa fazenda existe há mais de 130 anos. O dono original era o Capitão Francisco, tio e padrinho do Sr. Mario Ribeiro Lima, que posteriormente comprou essas terras da viúva do mesmo, e desde então a fazenda permanece na mesma família

  3. Boa tarde, nasci nesta fazenda em 1991, morava nas casas atras do clube do campo de futebol, meus bisavós moravam lá, eram conhecidos como Vó tonica e Vô Tonico, pais de Maria de Lourdes Rodrigues, saudades da fazenda, saudades de ir no armazém são francisco e comprar meu salgadinho e tomar um refrigerante que meu avô Ninho (Antonio Bosquini) pagava rsrsr . me emociono de falar esta fazenda é muito importante, gostava de entrar na queda d’agua que tinha na beira da estrada que saia de um cano de PVC, Tempo que não volta mais.

  4. Minha mãe foi criada por dona Moema dos 9 anos de idade até se casar com meu pai. Às vezes íamos visitar a dona Moema em São Paulo. Será que existe algum conhecido dela daquela época? O nome da minha mãe é Odete Luiza de Souza.

    1. Minha mãe também foi criada na época pela Dona Moema minha mãe se chama Dona Tereza Amaral inclusive a Dona Moema é madrinha do meu irmão Rodrigo.

  5. MEUS TIOS BENEDITO DA SILA E LULA DA SILVA, MORARAM E TRABALHAR AM MUITOS ANOS NA FAZENDA DA ONÇA, EU VISITAVA ELES NAS MINHAS FÉRIAS ESCOLARES, E BRINCAVACOM OS FILHOS DA DONA MOEMA RIBEIRO LIMA E DO MARCELO RIBEIRO LIMA, SOU AMIGO DA PUPE RIBEIRO LIMA FILHA DO MARIO RIBEIRO LIMA O FILHO CAÇULA DO CAP. RIBEIRO LIMA COM A DONA LURDES QUE EU CONHECI AINDA QUANDO CRIANÇA MINHA TIA A LAZINHA TRABALHAVA PRA ELA, HOJE MINHA TIA MORA EM CERQUEIRA CESAR -SP A PUPE SEMPRE ME PEDE PRA EU INVESTIGAR POIS ELA NAO TEM NADA A REPEITO DO PAI O MARINHO MORREU, QUANDO ELA TINHA 6 ANOS, SE ALGUEM SOUBER DE ALGUMA INFORMAÇÃO E OU FOTOS POR FAVOR ENTRE EM CONTATO COMIGO

    1. Posso falar alguma coisa e nos guardados do meu pai tem algumas fotos, meu pai era muito amigo do Marinho que era para ser meu padrinho de crisma porém morreu prematuramente, o “padrinho” sempre me levava passar férias lá, era um bom amigo, atencioso, sincero e tinha muito apreço pela nossa amizade, após seu falecimento perdemos contato com demais familiares, me lembro da Pupe pois várias vezes Estivemos por lá na mesma época

      1. Posso tentar saber informações de seu avô. Mas preciso do nome completo dele, da esposa e filhos se possível.

  6. Ola! Gostaria muito de localizar os familiares de minha mae, Floripes , filha de Neftalim Honorio Ramos e Luzia Rita da Conceicao, que morou em Guaranesia entre a decada de 30 e 40. Sei que seu pai morava numa fazenda , e como eu ouvia muitas historias sobre onças, me ocorreu que talvez pudessem ser desta fazenda…Se alguem tiver alguma informacao, eu agradeco.

    1. Oi wanderlei tambem nasci n f da onça 1ano antes de vc. Meu pai era sr benedito reis mais conhecido como dito carrinho como era o nome do seu pai

    2. Oi antonio vc é irmão da lola tio da renata que mora na vila mariana em sp. Eu sou carlos reis se vc e quem eu penso nos brincavamos juntos poi eramos vizinhos sou filho de dona . Ou sa josina como se falava ai sr ler esse comentario me responda

  7. eu e meus irmãos nascemos na fazenda da onça, minha mae chamava maria das dores da silva e meu pai, chamava geraldo alves da silva mas conhecido como nadin tenho saudade, saimos dela em 1977,conheço muita gente.

  8. Sera que alguem de voces conheceran a familia de abdao eugenio da silveira meu pai joao eugenio da silveira falava dessa fazenda ele edo ano de, 1924 minha avó se chamava fransica

  9. Bom dia, também gostaria de ter mais informações sobre meus antepassados que moraram no local:

    Luiz Brunes Suelo cc Fortunata Contielo.
    Sua filha Ephisia Suelo foi casada com Francisco “Frandim” Evangelista (1903 – 1976), filho de Marcos Evangelista e Catarina Staula.
    Os “Evangelista” moravam na Fazenda Ipiranga e lá Ephisia e Frandim tiveram os filhos João, Maria, Rosa e Catharina.

    Se alguém tiver alguma informação, agradeço.
    Abraços.
    Danilo – danilodn@gmail.com

  10. me chamo Fabiana césar soares filha de dalva maria soares e irmã de jussara césar soares minha mãe dalva morrou nessa fazenda quando era criança com seus irmãos meu avo morreu com coice de boi no coração e minha avo se casou de novo gostaria de conhecer meus primos tios e tias nunca os conheci entre em contato pelo telefone -84813187 estarei a disposição para conhecer todos os meus primos e tios em fim todos da família se tiver alguém entre em contato vou adorar conhece-los beijos .

  11. procuro os irmãos da minha falecida mãe dalva maria soares 14 ou mais nascerão na fazenda da onça quando adolescente ela foi para o rio de janeiro trabalhar com a família depois veio para brasilia ultimas noticias em 1984 e não tivemos mais contatos gostaria de reencontrar primos tios e talvez ate sobrinhos netos dalva maria soares era filha de ana mendes soares e Geraldo mendes da silva ela tem irmãos mais eu filha dela nunca os conheci gostaria de conhecelos . telefone 61-84813187 Fabiana cesar soares

  12. me chamo Fabiana soares filha e irmã de jussara soares gostaria muito de conhecer meus primos ou talvez tia e tios que foram criados também na fazenda da onça minha avô se chamava ana mendes soares e meu avô Geraldo morreu com um coice de boi no coração minha mãe disse que tinha 14 irmãos e minha avô se casou-se de novo e ela teve filhos gêmeos .

  13. esta Fazenda da Onça é a mesma de nome Buraco da Onça?
    minha mãe nasceu lá em 1938 Jovita Pereira dos Santos, tem uma irmã Geni e irmão Sebastião, minha mãe foi dada a uma familia de São Paulo e a irmão à outra familia, não tiveram mais contato, gostaria de saber se alguém conhece…..entre em contato comigo, pois ela sempre me conta muitas histórias da infância….

    1. Essa fazenda nunca foi chamada de buraco da Onça. Mas o nome Jovita não me é estranho… Sua mãe trabalhou no antigo Mappin? Gostaria de ajudar mas as informações são poucas

  14. Passei boa parte de minha infância ( ferias de escolas ) com meus Primos Pilo e Marquinhos. Bons tempos em que sentávamos na escada da cozinha e meu tio João contava os causo rsrs dele. Minhas primas Maria Luiza, Maria Jose , e Marlene sempre estavam prontas em receber minha mãe e nos: Silvio, Sergio, Sidnei e minha queria irmã Sandra . Muitas saudades de tempos como aqueles.

    Vivíamos no retiro, andávamos muito a cavalo sem contar as experiências que tínhamos com meu primo Marcilio e meu irmão Sergio até casou-se com Luzia que morava em Guaranesia.

    Tempos Maravilhosos das novenas, festas no campo e algumas namoradas rsrsr

    Um Grande beijo a todos que de alguma forma viveram estas MARAVILHOSAS experiências

    Moro em S.B. Campo – sP.

    Silvio L. Gonçalves

  15. bo tarde estou procurado os parentes de minha mãe dalva maria soares filha de ana mendes soares e geraldo mendes da silva ele trabalhou nesta fazenda ou morou com a familia andrade gutierre eu um de seus irmãos trabalha pra esta familia tambe e entregava leite em uma cooperativa de sete lagoas minas gerais me ajude ela esta muito doente e ja faz mais ou menos 54 anos que não tem contato com a familia por sair fugida nunca mais volto hoje gostaria muito de revelos novamente me ajude meu telefone e ( 61)99062003 ela e natural de paraopeba e tinha varios irmãos neuza nozinho neuson seu pai geraldo que era meu avô morreu quando ela era pequena com uma pesada de boi no peito e minha avó ana se casou-se denovo

    1. ola janice eu conheci muito bem seu avo, pois quando meu pai colhia feijao eu garotinho na epoca, catava feijao de cores diferente pra trocar por fosofros de cor em epoca de festas juninas, esta venda tambem pertenceu ao sr juca pinto, eu morava na colonia do outro lado do açude na segunda casa descendo quase enfrente a igrejinha, nao sei se ainda tem, faz muito tempo, meu avo era jose custodio abraço.

  16. Saudade cocerinha que coça
    dentro do peito da gente
    saudade daquele tempo da roça
    quanto mais a gente coça
    mais saudade a gente sente.

    Tem certas coisas que acontece
    pra semre fica guardada
    a gente nunca se esquece
    com algumas se entristece
    mais tem outras que é entgraçadas.

    O lugar onde eu morava
    era bem longe da cidade
    era um lugar bonito eu gostava
    do sítio das mamangavas
    só de lembrar sinto saudade.

    Arriava minha mula machadeira
    era bem mais preta que carvão
    arisca não gostava de brincadeira
    quando apertava a barrigueira
    rinchava e dava coice de montão.

    Meu cachorro amigo de verdade
    me acompanhava pra todo lado
    quando ia fazer compra na cidade
    saía cedo e voltava só de tarde
    com ele eu tava bem acompanhado.

    Meu primeiro terno de brim xadreiz
    minha camisa bunita de franela
    me lembro do sucesso que feiz
    quando calcei pela primera veiz
    aquele par de butina amarela.

    Inté parece que tô vendo
    a puera levantá do chão
    todo mundo se mexendo
    o baile da túia vai fervendo
    agual pipoca em caldeirão.

    A festa que todo ano realizava
    qando acabava a colheta do café
    a noite intera o sanfonero tocava
    alagremente todo mundo dançava
    foi lá que conheci minha mulhé.

    De repente, abri o zóio assustado
    tinha alguém que tava me cutucano
    eu tava numa cadera sentado
    pensando e sonhando acordado
    na asa da saudade eu tava viajando…

    o Noraldino Garbini dedica esta poesia à todos
    os mineiros lá das bandas da fazenda da onça
    do meu livro O CABOCLO POETA.
    se alguém gostá, eu posso escrever outras .

    um abraço à toda minerada.

  17. Alguém conheceu a família de meu pai e avós?meu pai nasceu na Onça,seus irmãos:José ,Geraldo; Luiz,Alzira , Aparecida e ele,Joaquim.Filhos de Adalberto Ribeiro do Valle e Rosa Solai Ribeiro.Netos de Joaquim Noberto Rbeiro do Valle e Purcina de Figueiredo .R. do Valle,(Quinca Norberto ou Quinzinho).Meu pai e família vieram p/ Guaxupé,ele com +- 8 anos.Visitei hoje a Onça,e me emocionei, como é majestosa,ali tem história de meus antepassados.Se alguém os conheceu ,mande-me notícias.Ah! O pai da minha vó Rosinha, foi administrador de lá,parece-me que morreu no açude.Obrigada.

    1. Rosa Lúcia:

      Você descende do Capitão-Mor José Álvares de Figueiredo, fundador de Boa Esperança-MG, que foi casado com Maria Vilela do Espírito santo, pais de:
      1- Inocência Constância de Figueiredo c.c. Capitão Diogo Garcia da Cruz, pais de
      2-1 Maria Constância de Figueiredo c.c. cap. José Gomes de Lima. Pais de:
      3-1 José Gomes de Figueiredo c.c. sua prima Mariana Leopoldina de Figdº. pais de;
      4-1 Porcina de Figueiredo c.c. Joaquim Norberto Ribeiro do Vale. pais de;
      5-1Adalberto Ribeiro do Vale c.c. Rosa Solai
      5-2 José Ribeiro do Vale
      5-3 Maria Ribeiro do Vale
      5-4 Benedito Ribeiro do Vale
      5-5 Mariana Ribeiro do Vale

      Joaquim Norberto era certamente descendente de outro Joaquim Norberto c.c. sua prima Jesuína Cândida de Jesus.
      Você já deve estar sabendo que tr~es primos estão preparando uma grande edição da descendência do Cap.Mor José Álvares de Figueiredo: Nicodemos de Figueiredo (Boa Esperança-MG), Sylvio Péllico Netto (Curitiba) e Marcos Chaves (Itatiba-SP).

  18. Olá!!Sou Ana Maria e dei aula na Fazenda Onça (do lado de Monte Santo).
    Guardo muitas lembranças e saudades de todo o pessoal que conheci!
    Amo muito a todos!!!

    1. Oi Ana Maria, eu não estudei na Fazenda Onça, mas te conheci. Estudei na Bocaina e um dia vocês foram lá. Saudades. Eu morava nas terras de meus avós no meio do caminho e vocês me deram carona à cavalo, eu vim na garupa do cavalo da Isa filha do João Retireiro. visitei algumas vezes a Escola da Onça….

      1. Foi através daqui,que reecontrei,João nunes,nós Éramos amigos De Infância.Só não se ve
        mos pessoalmente ainda…

    2. ola moro em coronel murta vale do jequitinhonha;e por volta do ano de1992 eu esdudei nessa escola .morava na fazenda serra da onça e acho que tinha uma pro/ com esse nome;e se voce tem +noticias entre em contato comigo. meu nome é agnaldo

  19. 17/5/2011 terca feira 22,32 horas ,, estou revendos este site e estou vendo que voce Renata montagnini nao me respondeo o meu comentario sobre como esta seu tio toninho e sua familia . se voce ver este recado responda , minhas irmas ficaram com muita vontade de saber de voces.

    1. Oi Carlos. Então, o Tio Toninho e o Tio Roberto ainda moram na Onça, o tio Valdemar e o tio Natalino em Monte Santo, e minha mãe está em Guaranesia. Eu estou morando em SP, vila Mariana, vim p trabalhar, mas quase todo final de semana vou p lá. Vou falar de suas irmãs p minha mãe p ver se ela se lembra. Abs.

  20. boa tarde a todos, quero saber a quem pertence esta fazenda atualmente, pois me recordo vagamente, mas acho que é da familia rudge ramos? ou estou enganada?

  21. Boa noite, estava aqui pesquisando quando achei esse site, meu pai e avós nasceram na fazenda da onça, italianos, meu avó Vicente Mombelli e minha avó Honória Mean, tenho parentes em Guranésia ainda, prima Zenaide dona de um hotel, muitos primos, Jão Carlos, etc….minha tia Ana era dona de uma loja, sinto muitas saudades de guaranésia todas férias passava lá, minha familia está em São Caetano do Sul, se souberem noticias me passem, quero saber o nome do hotel de minha prima!

  22. ola Renata Montagnini, acabei de ler seu contato fiquei muito feliz, de saber , sua mae deve se lembrar de minhas irmas Olinda, Ercilia, e tabem Doralice, pois ela se lemba dela e manda abraco, o seu tio Toninho como esta. apesar de ser bem pequeno me lembro muito bem dele, onde voces residem, eu moro em s.miguel paulista, sp, abraco

  23. Minha mãe nasceu em um sitio perto da Fazenda Onça.Minha mãe é sobrinha da falacida Dona Santina, que nós carinhozamente chamavam de Tia “Santinha”.Muitas saudades!

    1. O Sr. Soter foi gerente por muitos anos da Fazenda Onça. Seus filhos sairam de lá e ainda tem tres filhas vivas: Neiva em Araçatuba, Nivea em Campinas e Nilsen em Ribeirão Preto

  24. nasci nesta fazenda, em 1944, filho de Noemia Dean Polimanti e João Polimanti, cresci ao lado dos trilhos da Mogiana, adquiri cidadania nesta cidade e tenho orgulho em ser guaranesiano.

    1. Bom dia Sr. Afonso, talves possa me ajudar, sou filho de João Inácio Carneiro(falecido) que residia em Guaranésia e jogou no time da onça entre 1938 e 1945, casou-se com Valdevina Dias Carneiro que trabalhava na casa de Luiz Ribeiro Dias e D. Déia, pergunto-lhe se pode me dar informações sobre parentes de meu pai , de minha mãe, ou
      caminhos que me levem a outros parentes dos dois.
      agradeço desde já e se possível gostaria que me informasse onde fica Santana do Rosal ?

      Grato

  25. Noraldino, esse causo me fez lembrar, das muitas novenas que faziamos pra chover, quando moravamos na Graminha Municipio de Guaranésia. Levavamos agua para molhar a cruz, rezavamos, pediamos a Deus chuva, os dias passavam e nada de chover…
    Meu avô mandava lavar a imagem de Santo Antonio… faziamos tudo. A chuva chegava tarde, mas chegava… felizmente, nunca encontramos vaca brava no caminho…
    Gostei de sua história. Ela me fez lembrar os bons tempos que vivi na roça.

    Um abraço. yvany

  26. Nasci em Guaranésia em 1939, sou filho de Antonio Garbini, que foi administrador da FAZENDA DA ONÇA por volta de 1940, tenho muitas saudades daquele tempo, tive a oportunidade de retornar uma única vez em 1988 e ainda tenho muitas saudades. Lembro de uma passagem que me chamou muito a atenção e que inclusive virou uma poesia.
    A REZA DA CHUVA
    A chuva não chegava e já era meis de setembro, os mato estava sexo fais muito tempo, mais eu me lembro, como era costume do lugá, fazê procissão pra chovê, a muierada preparano o andor, enfeitou de toda cor, feis o vermelho prevalecê, a image de Santa Bárbara inriba daquele andor vermelho.
    Antes de saí, todo mundo de joelho em frente da igrejinha começaro a rezá, umas deiz muié, umas cinco criança, rezava na esperança de ver a chuva caí,andava pelas estradas da fazenda cantando ave-maria,fazeno oferenda, o andor vermelho chegava inté reluzi.De repente não se sabe de onde surgiu aquela vaca braba, veio bufano inriba do andor de Santa Bárbara,foi uma baita correria.
    Jogaro o andor no chão, correro por baixo das cerca, por riba dos moerão, ninguém mais cantô ave-maria, a vaca despedaçô a image da santa, as muierada ficaro com dor de garganta de tanto gritá e pedi ajuda.Chovê que é bão não choveu, mais o que a muierada correu, foi um tal de deus-nos-acuda….
    (História verdadeira)

    1. Bom dia Sr. Noraldino, talves possa me ajudar, sou filho de João Inácio Carneiro(falecido) que residia em Guaranésia e jogou no time da onça entre 1938 e 1945, casou-se com Valdevina Dias Carneiro que trabalhava na casa de Luiz Ribeiro Dias e D. Déia, pergunto-lhe se pode me dar informações sobre parentes de meu pai , de minha mãe, ou
      caminhos que me levem a outros parentes dos dois.
      agradeço desde já e se possível gostaria que me informasse onde fica Santana do Rosal ?

      Grato

      1. Boa tarde noraldinho
        ja postei alguns comentários anteriores não do eu mas uma de minhas irmãs ,gostaria muito de saber se vc poderia me ajudar a encontrar alguém da família de minha mãe ja falecida moro em Brasília e nao conheci nem um tio ou tia primos e primas somo uma família de sete irmãos hoje so restam quanto a minha mãe quando estava viva sempre evitava falar da sua famili por ter fugido de casa quando muito jovem evitou por muitos anos o contato com a família dela hoje se tornou mais difícil porque foram perdidos vários documentos que tinham o endereço de alguns parentes e que ela ainda mantinha contato as unicas informações que tenho e ela perdeu o pai ainda criança e foi trabalhar nesta fazenda também muito jovem ela trabalhava com uma familia conhecida como família gutierres Flávio gutierres era um dos patrões dela não sei quanto tempo ela ficou com eles,sei que um dos irmãos dela Nelson ou nozinho também era funcionário dessa família gutierres ,e tinham uma cooperativa de leite que entregava leite em sete lagoas e era homem de confiança dele minha vo se chamava Ana e meu vo Geraldo , minha mãe Dalva Maria ela também falava muito em uma cidade chamada codisburgo que fica perto dessa fazenda da onça ela tinha uma tia que se chamava Aparecida
        E irmaos chamados Nelson nozinho,nelza não me recordo de muita coisa mas gostaria muito de conhecer alguém da família dela

  27. MInha mãe Elvira Benassi Nogueira viveu nesta fazenda de 1934 a 1938, filha de Olegário Gomes Nogueira e Francisca Benassi Nogueira ( dona chica), meu avô Olegário era pedreiro da fazenda. Morava na estrada de catitó. MInha mãe ainda viva ( 81 anos) gostaria de ver mais fotos da fazenda e recordar os bons tempos vividos nesta fazenda.

  28. tambem nasci nesta fazenda sou filho de benedito reis conhecido com dito carrinho minha mae era sa josina como a chamavam ,costureira, conheci muitas pessoas ai entre elas joao retireiro,dtr sotta, picca,zuza o goleiro do time naquela epoca, tambem tenho parente na bucaina, meus primos odelio, meirinho, se alguem ver este comentario e tiver noticias mande pra mim. obrigado um abrfaço.

    1. ola Vilma, meu avo sempre morou nesta fazenda,ele fazia compra em uma venda em catito, e possivel que seu avo tenha conhecido o meu, pois meu avo era muito popular nesta fazenda o nome dele era jose custodio, morava em um luagar dentro da fazenda chamado pinta silgo,minha avo era Idalina´ela era benzedeira, se voce ler essa menssagem responda por favor.

      1. Carlos, conheci seu avô Jose Custódio, ainda existe o sinal da casa onde ele morou, fica ao lado das terras que eram do meu avô.

        Renata fui amigo de infância de seu tio Roberto Montagnini, conheci toda família.

      1. Ola João desculpe eu não me lembro do nome, mas se tu conheceu meus primos o Odelio e o meirinho, deve ter conhecido minha mãe meu pai , benedito carrinho e josina( ou melhor sa josina como dizia ai ela era costureira, meu pai dava aula pros rapazes da fazenda, entre eles o picca, foguetinho e o zuza que era o goleiro do time na epoca o Meirinho e o Odelio na ultima vez que tive ai eles moravam la na bucaina, uma dos vizinhos do meu avo eram a familia do Toti, dos outro não me recordo muito bem, outa familia que conheci muito bem era a do S. João Mescia, pois a aparecida era minha colega de brincadeira, a familha de Zico gardino que tambem são meus parentes, eles moram em itamogi. a familha de benedito mendes tambem me lembro muito bem. 26/2/ 12 10:06 um abraço João Nunes mande mais detalhes , por favor. meu enderço e cfernandesdosreis@yahoo.com.br

      2. ola joao voce não me respondeu se conheceu meu pae e minha mae : meu pai dito carrinho, minha mãe sa josina como era conhecida ai na fazenda da onça, nos moravamos na colonia que fica diante da igreja , na primeira casa morava seu joão montgnini avo de renata que esta ai em cima, nos moravamos na segunda casa e na terceira morava joão mescia. e voce como se chamava seu pai.

  29. eu tive uma convivencia na onça,morava no sitio muniç de bocaina e estudava na onça.aos domingos frequentava quando havia futebol,conheço a maioria desses jogadores era muito legal na epoca.hoje moro na região de campinas-sp hortolãndia

      1. OLÁ JOÃO,EU ACHO QUE VÇ CONHECE SIM,EU SOU IRMÃO DO CELIO,CONHECIDO POR CELIM.TENHO MAIS IRMÃO JAIRO ROBERTO PEDRO.MEU SE CHAMA MANOEL,CONHECIDO COMO SR:NÉCA

    1. Bom dia Sr. Calzinho, talves possa me ajudar, sou filho de João Inácio Carneiro(falecido) que residia em Guaranésia e jogou no time da onça entre 1938 e 1945, casou-se com Valdevina Dias Carneiro que trabalhava na casa de Luiz Ribeiro Dias e D. Déia, pergunto-lhe se pode me dar informações sobre parentes de meu pai , de minha mãe, ou
      caminhos que me levem a outros parentes dos dois.
      agradeço desde já e se possível gostaria que me informasse onde fica Santana do Rosal ?

      Grato

  30. Meu pai, Gildo Ciuffi, filho de Rigo Ciuffi e Angelina Garbeloto, era natural dessa fazenda. Nasceu em 1930, viveu aí até por volta de 1942. Ele sempre contava as história da infância e uma das coisas que me lembro era o nome do proprietário da fazenda, Mario Lima. Se alguém tiver informações sobre esse ramo da familia Ciuffi, por favor me envie.

      1. Celio montagnini, por acaso vc e parente de joao montagnini e d. ana montagnini, pais de antonio, valdemar e lola montagnini, esta familia era vizinha da minha familia,por volta de 1956, ano em que nasci, eram vizinhos de meus pais Dito carrinho e d. josina, nossa casa ficava entre a casa deles e casa de joao mescia, meu pai dava aulas para alguns rapases da fazenda, o s. loao montgnini tinha muitas abelhas e guando tiravam mel, sempre levava pra minhA MAE, das pessoa que me lembro bem dessa familia era do toninho que tambem era garoto nesta epoca e brincavamos juntos, se tu e parente deles me responda, se nao me desculpa, carlos reis.

      1. EU CONHECI O ODAIR POR VOTA DE1993 A1996 MOREI NA FASENDA SERRA DA ONÇA CUJO O PROPRIETÁRIO E´O MRL. QUERIA TER NOTI´CIAS DE LA POIS TENHO MUITAS SAUDADES DE LA!

  31. minha bisavó faleceu nesta cidade de guaranesia,chamava-se Maria jeronyma de Jesus casada com Jose Manoel Venancio,ela faleceu em 1934 gostaria de saber como faço para adquirir o nome deste cemiterio e possivel endereço do mesmo.

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s