Carnaval em Guaranésia


Baile de Carnaval em Guaranésia, com o sr. Érico Queiroz, na fila da frente, ao centro.

Anúncios

7 respostas para “Carnaval em Guaranésia”

  1. Boa noite sou neta Elvira rosseti bem não sei nada sobre ela minha nona só sei que ela se casou com silvestre gentili casou na cidade de Guaranésia,bem alguém sabe se tem conhecimento da família da nona.obr

  2. Que legal ter encontrado uma maneira de matar saudades, estive em Guaranesia para um jogo de futebol, nao sei se contra o time local ou se de Guaxupe, em 1976. Lembro que era carnaval, eu e o time todo nos divertimos em um salao sob a vigilancia do delegado. Acabei (ficando) com uma garota chamada Marisa Bras Taliberti, nossa, como beijava, mas o nosso caso nao passou disso, foi so lembranças de um carnaval distante, mas que deixou saudades, abraço, fui…

  3. Olá Nelson
    Sou Marcelo Rossetti Corrêa, nascido em Guaranésia em 1956.
    Filho de Emidia Rossetti Corrêa ( viva 95 anos) e José Matias Corrêa.
    Neto de Carmo Rossetti e Rosa Mazaro Rossetti.
    Sou primo de Carmo Rossetti Neto e Cristina Rossetti, moradores de Guaranésia , filhos de Geraldo Rossetti ( Falecido em Jan. de 2012 ) e Terezinha Segreti
    Achei muito interessante sua iniciativa de conseguir informações sobre a família Rossetti.
    Li que vc tem como enviar em PDF a árvore da Família. é possível vc me enviar para eu poder me localizar?

    Obrigado, Abraços

    Marcelo Rossetti Corrêa

    mrcorrea07@gmail.com

  4. Prof. Ivan !
    Esteja á vontade, ficaria muito honrado !
    Vou procurar um diário onde escrevi muitas coisas de Guaranésia quando era menino !!!
    Tudo que acontecia na cidade, eu registrava !
    Tinha êsse hábito !
    abs.
    Juscelino.

  5. O carnaval em Guaranésia, fim dos anos 50 e inicio dos anos 60 era muito divertido. Existiam dois blocos que disputavam o podium máximo, um era da parte de cima da cidade, perto da Vila Operária, outro de baixo, próximo ao cartório de registro civil. Torcia é claro para o de baixo. A quadra de ensaio ficava nos fundos do cartório. Era a época de ouro das marchinhas, quem não se lembra dessas; mas eu vou pra lua, se Deus quiser, mas se puder, levar mulher, ou esta: tem dinheiro tô lá, tem mulher tô lá, mas se não tem manda outro em meu lugar …….!
    Os blocos na rua, a criançada brincando de jogar sangue de diabo um nos outros ( eu estava nessa ), os adultos usando lança-perfume, sem nenhuma má intenção, o povo aplaudindo seu bloco favorito, era uma beleza.Quanto ao carnaval no clube nada posso dizer, minhas irmãs gostavam muito, como era muito pequeno, entrada proibida.
    Como é o carnaval de hoje em GUARANÉSIA, duvido que seja tão divertido como antigamente.
    Um abraço a todos.

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s