Ordem Demolay

Página

 História do capítulo oliveiros elias zeitune n°283

Nossa história começa bem antes do dia de nossa fundação. Portanto é necessário voltar um pouco no tempo para que todos possam entender melhor, cerca de um ano ou um pouco mais, na cidade de Muzambinho. Foi nesta cidade, que de 15 em 15 dias deslocava-se um grupo de garotos em busca de algo que naquela época parecia um sonho um pouco distante, porem nada impossível. Era um pequeno grupo de “garotos” com apenas um objetivo: a fundação de nosso próprio capítulo. Após muitas reuniões, sessões ritualísticas, puxões de orelha, estava chegando o dia da concretização de nosso objetivo. Mas ainda faltava uma coisa: o nome. Quem seria a pessoa merecedora de tal homenagem capaz de representar nossos ideais e propósitos. Foi então escolhido o nome de nosso tio Oliveiros Elias Zeitune. Um homem que dedicou parte sua vida ao próximo e principalmente aos jovens. A escolha do nome caiu como uma luva e preencheu a lacuna que faltava, pois além de ser uma justa homenagem, seria o exemplo a ser seguido por todos os jovens pelos anos que se seguiriam.

Então no dia 02 de junho de 1996 foi fundado na cidade de Guaranésia o Capítulo Oliveiros Elias Zeitune, nº. 283 da Ordem Demolay.

Pois como disse um dia Frank Sherman Land: “O importante é o inicio”, e o resultado de um belo início é o que todos nós podemos ver hoje. Um capítulo unido e cheio de vontade de seguir em frente. Vontade esta renovada a cada iniciação de novo irmão em nosso capítulo. Pois é a união de todos que passaram por nossas fileiras que construíram um alicerce forte que sustenta nosso capitulo.

Portanto hoje comemoramos nosso aniversário, lembrando de vários fatos, acontecimentos, realizações, conquistas que farão parte das paginas de nossa história. Iremos sempre em frente, pois a vida é como uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso devemos vivê-la intensamente antes que sua cortina se feche

História da Ordem DeMolay (internacional)

Um menino, um homem e uma idéia. Estes foram os principais elementos formadores da semente da ORDEM DeMOLAY, que, ao ser plantada e cultivada, se desenvolveu, está crescendo e dando muitos frutos. Atualmente, milhões de jovens, em todo o mundo, são membros ativos e Seniors DeMolay.

O nome do menino era LOUIS LOWER, tinha 16 anos de idade, era órfão de pai e estudava numa escola de segundo grau na Cidade de Kansas, Estado de Missouri, nos Estados Unidos. O nome do homem era FRANK SHERMAN LAND, tinha 29 anos de idade, exercia o cargo de secretário social dos corpos subordinados ao Rito Escocês em Kansas. Era casado, não tinha, filhos, mas se interessava muito pelos jovens e suas atividades. A idéia era formar um clube ou associação de rapazes que pudesse proporcionar a eles, entre outras coisas, uma aproximação maior de homens com mais idade e maior experiência, dando conselhos e mostrando o caminho para serem melhores filhos, bons cidadãos e grandes líderes da juventude durante os anos de formação de suas vidas. Com isso, os mais velhos estariam ajudando os mais novos a se prepararem para a maioridade próxima.

O INICIO

A semente foi plantada no ano de 1919, quando Frank S. Land empregou em seu escritório o jovem Louis Lower, filho do 1o Vigilante da Loja Maçônica “Ivanhoe”, Elmer E. Lower, que morrera um ano antes; assim ele estaria ajudando financeiramente sua família. Desde então nasceu uma grande amizade entre os dois, Louis passou a chamar Frank de “Dad Land” (Dad é uma expressão da língua inglesa, coloquial, carinhosamente utilizada como referência à figura do pai natural inglês ou alguém que o represente) por ver nele o exemplo de homem que seu verdadeiro pai havia lhe dado; em troca recebeu o apelido de “Louie”.

Um certo dia, Dad Land estava conversando com Louie a respeito das atividades que os jovens realizavam e os lugares que eles freqüentavam nas horas de lazer. Durante a conversa Land sugeriu que, juntamente com seus amigos, o rapaz formasse um grupo e fossem a um encontro no prédio do
Templo do Rito Escocês, onde ele lhes falaria sobre uma ideia, guardada já há algum tempo. Louie gostou muito da sugestão e convidou 08 (oito) amigos seus para que, com ele, fossem àquele local na semana seguinte.

Esse primeiro encontro aconteceu na tarde de quarta-feira, dia 17 de fevereiro de 1919. Nele estiveram presentes 09 (nove) rapazes: Louis G. Lower, Ivan M. Bentley, Edmund Marshall, Gorman A. McBride, Jerome Jacobson, William Steinhilber, Elmer Dorsey, Clyde C. Steram e Ralph Sewell; todos com, aproximadamente, 16 anos de idade. Nesta primeira reunião, Frank Land apresentou seus planos para formar um clube ou associação de rapazes. antes de deixarem o local, todos os 09 (nove) jovens combinaram que convidariam outros amigos para o próximo encontro, marcado para a semana seguinte. Já na segunda reunião o grupo era formado por 31 (trinta e um) rapazes e Frank S. Land.

Jacques de Molay

Jacques de Molay

Jacques de Molay (Vitrey-sur-Mance1243/1244 ou 1249/1250 – Paris18 de marçode 1314) foi um nobremilitar, nascido em Vitrey-sur-Mance, à época um vilarejo doCondado da Borgonha. Pertencente a uma família da pequena nobreza francesa, foicavaleirogrão-mestre da Ordem dos Cavaleiros Templários.

Na sexta-feira de 13 de outubro de 1307, os templários no reino da França são presos em massa por ordem de Filipe IV, o belo, então rei de França. O grão-mestre Jacques de Molay é capturado em Paris. Imediatamente após a prisão, Guillaume de Nogaret proclama publicamente nos jardins do palácio real em Paris as acusações contra a ordem.

Esta manobra régia impedira o inquérito pontifício pedido pelo próprio grão-mestre, o qual interno à Igreja, discreto e desenvolvido com base no direito canônico, emendaria a ordem das suas faltas promovendo a sua reforma interna.
Em 1314rei pressiona para uma decisão relativa à sorte dos prisioneiros. Já num estado terminal da sua doença, com violentas hemorragias internas que o impedem de sair do leito,Clemente V ordena que uma comissão de bispos trate da questão. As suas ordens seriam a salvação dos prisioneiros ficando estes num regime de prisão perpétua sob custódia apostólica e assegurando ao rei que a temida recuperação da ordem não será efetuada. Perante a comissão Jacques de Molay e Geoffroy de Charnay proclamam a inocência de toda a ordem face às acusações dirigidas a ela, a comissão para o processo e decide consultar a vontade do papa neste assunto. A prisão, as torturas, as confissões do grão-mestre, criam um conflito diplomático com a Santa Sé, sendo o papa o único com autoridade para efetuar esta ação. Depois de uma guerra diplomática face ao processo instaurado contra a ordem entre Filipe, o BeloClemente V, chegam a um impasse, pois estando o grão-mestre e o preceptor da Normandia, Geoffroy de Charnay sob custódia dos agentes do rei, estão no entanto protegidos pela imunidade sancionada pelo papa e absolvidos não podendo ser considerados heréticos.

Ao ver que o processo estava ficando fora do seu controle e estando a absolvição da ordem ainda pendente, Filipe IV, o belo, decide um golpe de mão para que a questão templária fosse terminada. Ordena o rapto de Jacques de Molay e de Geoffroy de Charnay, então sob a custódia da comissão de bispos, e ordena que sejam queimados numa fogueira na Île de la Cité, pouco depois das vésperas, em 18 de março de 1314.

Com isso Jacques de Molay passou a ser conhecido como um símbolo de lealdade e companheirismo, pois preferiu morrer a entregar seus companheiros ou faltar com seu juramento. E por esse motivo o maçom estadunidense Frank Sherman Land veio a fundar a Ordem DeMolay, usando seu nome como mártir e exemplo a ser seguido.

Graus DeMolay's

 
 

Iniciação demolay

8 comentários sobre “Ordem Demolay

  1. franklin

    oi fraters gostei das informações sobre a ordem demolay muito bacana só achei muito graçado a roupa dos irmãos da iniciação que parecem um bando de garçom kkkkk : )
    somente brincando amei a foto ^_^

  2. Sebastião Eduardo Ciufi

    Olá, estou muito contente de descobrir que na cidade em que fui criado, foi fundado um Capitulo Demolay com o nome do Sr. Oliveiros, que por acaso o conheci e tinha um grande respeito por sua pessoa. Sou fundador da ARLS Fé, Equilíbrio e Justiça, 686 na cidade de São Paulo (GLESP) e também sou membro da Ordem Rosacruz no nível de Artesão. Tenho como parentes nesta amada cidade o Tio Lourival, Tia Darcy, meus primos Humberto,Eduardo(Du), Joelma e Idelma. Um grande abraço e que o GADU ilumine a todos.

  3. Bruno Mateus Oliveira Silva"

    Irmão Christiano, infelismente eu vi o seu comentário tarde demais… peço desculpas.
    Peço também o seu msn, para facilitar o contato…
    Muito obrigado. Quero muito visitar o Capítulo de vocês.
    Abraço,
    Bruno.

  4. Mauricio Minchillo:.

    Tio Oliveiros estaria fazendo 100 anos em 2012 se estivesse entre nós…
    Nesse final de semana (17 e 18 de Março de 2012) haverá congresso regional da ordem Demolay na APAE de Guaranésia e a família receberá homenagens em seu nome.
    E em Guaranéisa também temos a família Zaccaro…
    Abraço Christiano. Venha no congresso Bruno!

  5. Bruno Mateus Oliveira Silva

    oi, sou DeMolay do Capítulo Acácia Montebelense nº 564, minha familia é descendente de Zeitune, queria saber mais sobre o tio Oliveiros.. e se ele ainda está entre nós… abraço irmãos, até mais… aguardo retorno..
    Att,
    Bruno Mateus

Deixe um comentário. Sua opinião é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s